Carregando...

Cidades

Imagem: REprodução/Google Street View

MP investiga tortura de presos na Penitenciária Nelson Hungria

Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em Contagem, Belo Horizonte, Betim, Ibirité e Ribeirão das Neves

Por João Henrique do Vale

Policiais penais são alvos de uma operação, na manhã desta quinta-feira, que investiga a tortura de pesos dentro da Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH. Estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão em cinco cidades da região metropolitana. 

De acordo com o promotor de Justiça Gabriel Mendonça, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), os crimes de tortura contra presos ocorreram em julho do ano passado, mas que as investigações começaram a partir de denúncia anônima recebida em fevereiro de 2021. São alvos da ação 14 policiais penais. 

Na operação desencadeada nesta quinta-feira, chamada de Touro de Bronze, o objetivo é apreender celulares, pen-drives, livros de registros de ocorrências e outros documentos de interesse da investigação, que tramita em segredo de Justiça. 

Estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão na penitenciária em Contagem, no presídio de Ibirité, na Fazenda Mato Grosso, em Ribeirão das Neves, e em endereços residenciais nas cidades de Belo Horizonte, Contagem, Betim, Ibirité e Ribeirão das Neves.

A ação está sendo realizada pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, por meio da 11ª Promotoria de Justiça de Controle Externo da Atividade Policial de Contagem, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Penal, com o apoio das polícias Civil e Militar.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais