Carregando...

Cidades

Pandemia atrasa reconstrução de Bento Rodrigues, diz Fundação Renova

Comunidade não ficará pronta até fevereiro de 2021, disse presidente-diretor da Fundação

Por Da redação

A nova comunidade de Bento Rodrigues que está sendo construída para dar moradia aos atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, não ficará pronta até fevereiro de 2021, conforme estipulado pela Justiça.

André de Freitas, presidente da Fundação Renova - criada em 2016 para cumprir as ações de reparação - disse em entrevista coletiva online nesta sexta-feira (23) que a pandemia prejudicou os trabalhos no local, já que as obras tiveram que ser suspensas.

Segundo ele, a Justiça está sendo constantemente informada sobre a situação, mas ainda não há um novo acordo sobre os prazos de entrega das obras.

No próximo dia 5, o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, completa cinco anos. A tragédia resultou na morte de 19 pessoas morreram e no comprometimento ambiental de toda a bacia do rio Doce, até o litoral do Espírito Santo.

Segundo André de Freitas, já foram gastos R$ 10,1 bilhões nas ações de reparação e compensação. Desses, R$ 2,6 bilhões foram destinados a indenizações para mais de 320 mil pessoas em Minas e no Espírito Santo.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais