Carregando...

Cidades

PBH abre mais leitos de UTI Covid-19, mas ocupação geral na capital supera 100%

A ocupação dos leitos de UTI no SUS está em 89,8% e na Rede Suplementar atingiu 114,4%

Por João Henrique do Vale e Fernando Motta

A taxa de ocupação de leitos próprios para o tratamento de Covid-19 em Belo Horizonte superou os 100%. A situação mais crítica é na rede privada. De acordo com a prefeitura, a taxa de ocupação dos leitos de UTI não para de aumentar. Saiu de 109,5% na quinta-feira, para 114,4% nesta sexta-feira. Isso significa que há pacientes na fila à espera de unidades para o tratamento. 

No Sistema Único de Saúde (SUS) a taxa está em 89,8%. A situação não é pior, pois a prefeitura abriu mais 29 leitos de UTI Covid nesta sexta-feira. Agora, são 440 leitos deste tipo para o tratamento de pacientes com suspeita e confirmação da doença. Este é o maior número de unidades desde o início da pandemia. O máximo até então era 424 em agosto do ano passado. 

Por meio de nota, a prefeitura afirmou que “vem empreendendo todos os esforços para abrir novas unidades, somente neste mês foram 157, saltando de 283 UTIs Covid no dia primeiro, para as atuais 440”.

Salto na ocupação dos leitos de enfermaria

Os leitos de enfermaria para tratamento da Covid-19 também estão perto do esgotamento. A ocupação deu um salto de 9,4%, chegando a 89,7% nesta sexta-feira.

No boletim epidemiológico divulgado nesta tarde pela Secretaria Municipal de Saúde, a taxa de transmissão da doença, chamada de RT, aparece com queda de 0,01 ponto em relação a ontem, ficando em 1,22.

Belo Horizonte tem 130.073 casos confirmados da Covid-19. Deste total, 8.850 continuam em acompanhamento. O número de óbitos subiu em oito e chegou a 2.988.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais