Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. PBH recua e dispensa testes de Covid-19 e passaporte de vacinas em espetáculos
Imagem: PBH/Divulgação

PBH recua e dispensa testes de Covid-19 e passaporte de vacinas em espetáculos

Medidas mais restritivas passaram a vigorar nesta segunda-feira na cidade


Por João Henrique do Vale

A Prefeitura de Belo Horizonte vai publicar, nesta terça-feira, portaria revogando protocolos exigidos em espetáculos, teatros, dança e circos na capital mineira. A administração municipal acatou pedido do setor de eventos que protestou sobre as regras.

A atualização do protocolo, que será divulgada no Diário Oficial do Município (DOM), vai dispensar o teste da Covid-19 e o comprovante de vacinação da segunda dose da vacina, para casas de teatro, de shows, de espetáculos e similares com público sentado de até 500 pessoas. A autorização é para eventos que não haja serviço de alimentação e de bebida. Segundo a PBH, nesses casos, o uso de máscara deverá ser permanente

As demais regras continuam válidas, incluindo o teste e apresentação de esquema vacinal completo para eventos com público acima de 500 pessoas.

Na manhã desta segunda-feira, pessoas ligadas ao setor de eventos fizeram uma manifestação na porta da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), na Avenida Afonso Pena, no Centro da cidade. 

Medidas restritivas 

A exigência de testes negativos de Covid-19 e comprovante de vacinação em eventos de Belo Horizonte passou a valer nesta segunda-feira. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) justifica a medida pelo aumento do número de casos devido a circulação da variante ômicron.

Para as atividades de casas de shows e espetáculos, casas de festas, discotecas, danceterias, salões de dança e espetáculo circense, deve ser exigida a apresentação do comprovante de vacinação da segunda dose da vacina contra a covid-19 e do resultado negativo para a covid-19. 

O teste do tipo RT-PCR ou Teste Rápido de Antígeno deve ser realizado até setenta e duas horas antes da atividade, inclusive para funcionários. A mesma regra vale para as corridas de rua. 

Para os jogos de futebol profissional, a prefeitura solicita o impedimento das pessoas sem a apresentação do comprovante de vacinação das duas doses e do teste. A medida vale para funcionários e também para a imprensa. 

A prefeitura afirma, ainda, que no caso das partidas a responsabilidade em testar funcionários e colaboradores e conferir o comprovante de vacinação da segunda dose da vacina é dos organizadores. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais