Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Pediatras de BH são denunciados por “boicote” e por “dormirem o tempo todo”
Imagem: Pixabay

Pediatras de BH são denunciados por “boicote” e por “dormirem o tempo todo”

Sindicância Administrativa foi instaurada pela prefeitura para apurar denúncia recebida pela Ouvidoria do Município


Por Déborah Lima

Em meio à crise da Saúde, sobretudo no âmbito pediátrico, a Prefeitura de Belo Horizonte está apurando uma denúncia contra pediatras da rede de urgência da capital, que afirma que os médicos boicotam o sistema e “dormem o tempo todo”.

A denúncia foi lida ontem durante reunião da Comissão de Saúde e Saneamento da Câmara de Vereadores.

O pedido de esclarecimento foi feito em 31 de maio por Gabriel (sem partido). Em resposta, a prefeitura explicou que abriu Sindicância Administrativa para apurar supostas irregularidades no absenteísmo de profissionais de saúde, instaurada após manifestação da Ouvidoria do Município.

A resposta da SMSA informa que, segundo a denúncia, “pediatras da rede de urgência de Belo Horizonte vêm se organizando em grupos de whatsapp para boicotar os plantões em benefício próprio; é só solicitar o índice de absenteísmo em cima da hora, por muitos motivos".

Um deles é: se um adoece, o outro cinco minutos depois adoece também, desfalcando o plantão. A ação estaria “perdurando há meses, com total aval do sindicato dos médicos”, e o objetivo seria “conseguir o terceiro pediatra”.

Investigação

A denúncia aponta ainda, entre outros detalhes, que “os pediatras dormem o tempo todo e a enfermagem precisa chamá-los em qualquer horário” e muitas vezes eles não atendem.

A prefeitura informou que três servidoras foram designadas para compor a Comissão de Sindicância. O prazo é de 30 dias, desde a publicação, podendo ser prorrogado por mais 30 dias. A publicação no Diário Oficial do Município ocorreu em 17 de maio.

“No que se refere aos atestados, eles são objeto da Sindicância Administrativa, que tramita em sigilo. Terminando a sindicância o resultado será tornado público”, afirmou.

Confira abaixo nota enviada pela PBH:

"A Secretaria Municipal de Saúde informa que, em 17 de maio, recebeu denúncia anônima relacionada ao atendimento pediátrico de urgência no município. À época, de acordo com os protocolos municipais, instaurou sindicância administrativa para apurar os fatos.

Desde o início, esta sindicância tem seguido todos os preceitos éticos, morais e legais, e não se trata de um pré-julgamento sobre os profissionais.

O objetivo da apuração é entender a situação para tomar as devidas providências. A SMSA reforça que respeita o direito do profissional de se ausentar por motivos médicos e que tem empreendido todos os esforços para garantir melhores condições de trabalho e de assistência à saúde da população do município.

Frente às dificuldades na assistência, a SMSA esclarece que os profissionais médicos, principalmente pediatras, têm sido importantes parceiros no atendimento de urgência de Belo Horizonte."

Defesa

A reportagem da Rede 98 também entrou em contato com o Sindicato dos Médicos, citado na denúncia. Confira a resposta, na íntegra:

"O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG) tomou conhecimento da denúncia contra pediatras da rede de saúde pública de Belo Horizonte, lida durante reunião da Comissão de Saúde e Saneamento da Câmara de Vereadores, na quarta-feira, 15 de junho, e destaca seu posicionamento como entidade representativa da categoria médica em mais de 700 municípios mineiros. A situação da pediatria tem sido um ponto de grande preocupação do Sinmed-MG, há muitos anos, e desde sempre alertamos os gestores, sejam municipais ou o governo do estado, para o cenário que já mostrava sinais de desassistência, falta de segurança e condições adequadas além de equipes incompletas para atender a alta demanda. Com a pandemia, esse quadro se agravou ainda mais e nada foi feito para mudar a situação da saúde. 

Reforçamos que o Sinmed-MG jamais foi e será conivente com qualquer atitude que possa trazer prejuízos na assistência à saúde da população. Isso pode ser comprovado nas solicitações feitas durante as várias reuniões com os secretários de saúde e demais gestores, nos ofícios, no acionamento ao Ministério Público e outras medidas jurídicas; tudo em busca de solução para essa crise. Nossa entidade informa rotineiramente à imprensa a gravidade de problemas como as equipes incompletas que acabam sobrecarregando os pediatras: muitas vezes, esses profissionais ficam em plantões de mais de 12 horas seguidas, pois não há outros colegas que possam substituí-los. 

Com isso, o desespero e o adoecimento dos médicos têm-se elevado; sem falar que muitos estão pedindo demissão de seus postos de trabalhos por não aguentarem a pressão e a falta de iniciativas por parte dos gestores. Colocar a culpa nos médicos é fácil quando se tem à frente problemas reais que a gestão não resolve como, por exemplo, as equipes incompletas, a falta de segurança e de equipamentos, as condições inadequadas de trabalho e tantos outros já apontados pelo Sinmed-MG. 

Não somos favoráveis jamais a nenhuma atitude de desrespeito à saúde da população e apoiamos o atendimento justo e digno que os pacientes merecem. Além disso, buscamos mais dignidade, segurança nas unidades de saúde e respeito aos profissionais. A negligência dos órgãos responsáveis pela gestão da saúde é grande e não aceitamos culpar os médicos e o Sinmed-MG pelo descaso com o que tem ocorrido. É necessário solucionar a crise da falta de médicos, especialmente de pediatras, por meio de uma contratação justa e de medidas que possam fixar o profissional na rede.Essa tem sido nossa batalha. Se não houver iniciativas reais, as crianças e toda a população ficarão desassistidas, não por culpa de médicos e sim pela incompetência dos gestores."

Confira a transcrição da denúncia, na íntegra, conforme divulgado pela PBH:

"Quero denunciar os pediatras da rede de urgência de Belo Horizonte que vem se organizando em grupos de whatsapp para boicotar os plantões a fim de benefício próprio. É só solicitar o índice de absenteísmo em cima da hora por muitos motivos. Um deles é se um adoece o outro 5 minutos depois adoece também desfalcando o plantão. Essa organização vem perdurando há meses e com total aval do sindicato dos médicos. Existe um grupo onde eles se movimentam. Isso é um absurdo!!! Motivos para tal crime: *Conseguir o terceiro pediatra. É de conhecimento de TODOS que os pediatras hoje dormem a noite toda e que a enfermagem precisa chamá-los o tempo todo no descanso em qualquer horário do dia inclusive. A maioria das UPAs e hospitais contam com quartos exclusivos para esses profissionais com ar condicionado, camas e até mesa para lanches. Chave própria inclusive. Em algumas UPAs quando é possível ter o terceiro pediatra, esses profissionais EXIGEM que seja fornecida cama para TODOS ao mesmo tempo. Começam a forçar o encerramento do atendimento de porta mesmo estando nas unidades quando não há pediatria no próximo plantão já quando iniciam a jornada. Pressionam as equipes. todo mundo! Tem pediatra que mesmo com zero atendimento após 23:00 já iniciam a pressão na equipe para que o atendimento encerre às 02:00 da manhã e assim a enfermagem e recepção ficam incumbidos de forma coercitiva a dizer para os pais que chegam com seus filhos doentes que não pediatria, mesmo com o profissional na unidade DORMINDO. Pois muitas vezes esses profissionais são ameaçados pelos pediatras de que se acontecer da porta encher a responsabilidade é do enfermeiro e do recepcionista. * Outro motivo: estão pressionando para que o concurso seja atropelado e os profissionais nomeados logo gerando estabilidade de escala para eles. O que está acontecendo em Belo Horizonte é um crime muito bem organizado por esses profissionais sem ética e responsabilidade. Façam um levantamento do absenteísmo, do número de atestados que deram boa últimos meses principalmente quando o colega "adoece". Façam levantamento do número de atendimento. Façam verificação das condições de descanso deles. Averiguem os grupos de whatsapp geral e paralelo dos pediatras de Belo Horizonte!"

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais