Carregando...

Cidades

PF apura fraudes no auxílio emergencial em BH e outras cidades mineiras

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão na capital mineira e outras 10 cidades mineiras

Por João Henrique do Vale

A Polícia Federal (PF) cumpre 14 mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte e outras 10 cidades mineiras em operação que apura fraudes no auxilio emergencial. A ação é para identificar a ocorrências e desarticular a atuação de organizações criminosas. Foram identificadas nas investigações de fraudes de alta complexidade que utilizaram modelos sofisticados de execução.

Os mandados estão sendo cumpridos em Belo Horizonte, Betim, Ituiutaba, Nova Serrana, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Carmo da Mata, Jacutinga, Uberlândia e Contagem. A PF representou, ainda, por 39 bloqueios de contas bancárias das empresas envolvidas, além de 13 medidas cautelares diversas da prisão em desfavor dos responsáveis por empresas investigadas.

De acordo com a PF, as informações iniciais das investigações são oriundas da Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNFAE), que reúne dados de comunicações de irregularidades referentes ao pagamento fraudulento do auxílio, após terem sido analisados e confirmados pela Caixa. 

Por meio do cruzamento desses dados, foi possível identificar beneficiários de valores oriundos de contas contestadas por fraude junto à Caixa e que foram utilizados para efetuar diversas compras em estabelecimentos comerciais, por intermédio de máquinas de cartão de crédito/débito e compras virtuais, com indícios de conivência por parte de seus responsáveis legais e/ou funcionários.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais