Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Polícia Civil solicita mais prazo na Justiça para investigar tragédia em Capitólio
Imagem: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Polícia Civil solicita mais prazo na Justiça para investigar tragédia em Capitólio

Descolamento de rocha provocou a morte de 10 pessoas em janeiro deste ano


Por João Henrique do Vale

A Justiça vai analisar um pedido da Polícia Civil para a dilação do prazo para a investigação da tragédia de Capitólio, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. O descolamento de rocha provocou a morte de 10 pessoas em janeiro deste ano. 

De acordo com a Polícia Civil, até o momento, 50 pessoas foram ouvidas, entre testemunhas; turistas, empreendedores, representantes do poder executivo e engenheiros. O inquérito vai conter, ainda, perícias e documentos públicos. 

Também está sendo aguardado o resultado do laudo geológico. Segundo a Polícia Civil, o estudo está sendo concluído e também será incluído na investigação. 

A tragédia aconteceu em 8 de janeiro. O deslizamento de uma rocha do cânion do Lago de Furnas, uma das principais atrações turísticas da região, atingiu duas lanchas. Todos os mortos estavam em uma única lancha, embora mais uma tenha afundado e outras duas também tenham sido fortemente atingidas pelo impacto da rocha no lago. 

Além dos mortos, pelo menos 24 vítimas precisaram de socorro em unidades de saúde, algumas com fraturas e escoriações.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais