Carregando...

Cidades

Praça Sete: Cercamento visa evitar comércio e lazer clandestino, diz secretário

Secretário municipal de Segurança, Genilson Zeferino, disse que quer identificar as estratégias que vem sendo usadas por esses comércios para continuar funcionando

Por Da redação

A Praça Sete será mais um dos espaços interditados com grades, a partir deste final de semana em Belo Horizonte. A prefeitura reforça que está suspenso, por prazo indeterminado, o acesso aos quatro quarteirões fechados no local.

O objetivo é evitar o funcionamento de comércios não essenciais e a prática de lazer.

Em entrevista ao Central 98 desta quinta-feira (25), o secretário municipal de Segurança, Genilson Zeferino, disse que quer identificar as estratégias que vem sendo usadas por esses comércios para continuar funcionando.

"Chegamos à questão de que no Centro da Cidade, no quadrilátero, como se fosse um "X", que desemboca na Praça Sete, que algumas instituições comerciais funcionam de forma clandestina. São casas que comprar ouro, escritórios que não têm a ver com as questões essenciais, lanchonetes que insistem em atender ao público. Há uma grande gama de pessoas que vão ali. Pra se ter uma ideia, ontem nós encontramos pessoas jogando cacheta, jogando dama", conta o secretário.

A partir de segunda-feira (29), será feita uma desinfecção no local pela Superintendência de Limpeza Urbana (SLU).

Confira a entrevista completa:



Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais