Carregando...

Cidades

Imagem: Reprodução / Redes sociais

Prefeito de cidade mineira é denunciado por fura fila da vacinação da Covid-19

Julio Fontoura (PL), prefeito de Ipanema, e a mulher dele vão responder por crime de desvio de vacinas

Por João Henrique do Vale

O prefeito de Ipanema, Julio Fontoura (PL), e a mulher dele, foram denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por furar a fila da vacinação contra a Covid-19. Eles vão responder por desvio de imunizantes. De acordo com o processo, os dois receberam a dose da vacina em 19 de janeiro e 1º de fevereiro, antes dos profissionais de saúde da linha de frente do enfrentamento do coronavírus. 

As investigações começaram após uma denúncia anônima. A Secretaria Municipal de Saúde confirmou que o prefeito e a mulher, que são dentistas, foram imunizados. Porém, o Plano Nacional de Imunização e os Informes Técnicos da Campanha contra a Covid, em vigor na época em que eles foram vacinados, autorizava a vacinação para os profissionais que estavam envolvidos no atendimento aos casos suspeitos e confirmados da doença.

De acordo com o MPMG, quando o fato foi divulgado o prefeito decidiu vacinar os demais dentistas e auxiliares da cidade, desrespeitando, novamente, a orientação técnica de prioridade.

A pena prevista para o crime de apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio é de dois a 12 anos de reclusão.


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais