Carregando...

Cidades

Prefeitura de Belo Horizonte pode anunciar novas flexibilizações nesta quinta

Prefeito Alexandre Kalil (PSD) e Comitê de Combate à Covid-19 vão conceder entrevista coletiva para anunciar medidas

Por João Henrique do Vale

Belo Horizonte pode ter novidades na flexibilização do comércio e na vacinação na cidade. O prefeito Alexandre Kalil (PSD) e integrantes do Comitê de Combate à Covid-19 vão conceder entrevista coletiva, na manhã desta quinta-feira, para atualizar a situação da pandemia. 

Desde o anúncio da flexibilização, Belo Horizonte apresenta queda na ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de Enfermaria. Nesta quarta-feira, as taxas estavam, respectivamente, em 76,1% e 53,5%. 

O índice de transmissão por infectado aumentou com a reabertura. Chegou a ficar em patamar de atenção, acima de 1, chegando a 1,01. Porém, retornou para a fase considerada ideal. Nesta quarta-feira, chegou a 0,95. 

Bares e Restaurantes 

A prefeitura de Belo Horizonte vem recebendo pedidos de setores do comércio para a ampliação na flexibilização. A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-MG) solicitou que os estabelecimentos possam abrir na parte da noite e aos domingos. Vale lembrar que o funcionamento está liberado de segunda-feira a sábado, de 11h até 16h com a venda de bebidas alcoólicas. 

Os expositores da Feira da Afonso Pena e de outras feiras de Belo Horizonte também cobram o retorno das atividades, que seguem proibidas. 

Vacinação 

Outro tema que deve ser discutido na entrevista coletiva é a vacinação em Belo Horizonte. A cidade deve iniciar a imunização das pessoas que possuem comorbidades. Um cadastramento já foi aberto no início da semana para os moradores. A aplicação de doses neste grupo deve começar nos próximos dias. 

A capital mineira recebeu 50.310 mil doses da Pfizer e 71.405 de vacinas para a AstraZeneca. São essas vacinas que serão utilizadas nesta nova fase. 

Belo Horizonte espera a chegada de vacinas da Coronavac para voltar a aplicação da segunda dose dos idosos acima de 64 anos. Segundo a administração municipal, todas as doses da vacina que ainda estavam nos postos de saúde, unidades extras e nos drives-trhu, foram recolhidas por “questões de segurança”.

A Secretaria Municipal de Saúde tem em estoque aproximadamente 10 mil doses do imunizante. O público de 67 anos, por exemplo, que deve ser imunizado, é formado por aproximadamente 26 mil pessoas. São necessárias mais de 16 mil doses para início da vacinação deste grupo.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais