Carregando...

Cidades

Imagem: Agência Minas / Divulgação

Relatório da CPI dos fura-filas pede indiciamento de ex-secretário da Saúde de MG

O relatório foi apresentado na manhã desta quinta-feira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Por João Henrique do Vale

O ex-secretário de saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, pode ser indiciado por improbidade administrativa no caso da vacinação irregular de servidores contra a Covid-19.  Foi o que sugeriu o relatório do deputado estadual e relator da CPI dos Fura-Filas, Cássio Soares (PSD), apresentado na manhã desta quinta-feira. 

O texto ainda será analisado em reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), nesta tarde. Se aprovado,  a denúncia segue para avaliação do Ministério Público

No relatório final,  o relator recomendou, ainda, o indiciamento do ex-secretário adjunto de Saúde,  Marcelo Cabral, ex-chefe de gabinete, João Pinho, e da subsecretária de Vigilância em Saúde, Janaína Passos

O deputado cobra,  ainda, aplicação do mínimo constitucional em saúde,  que é 12%. Segundo ele, o Estado não aplicou R$ 1 bi em 2020, ano de pandemia. A dívida com municípios é de R$ 6,8 bilhões. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais