Carregando...

Cidades

Imagem: CBH Rio das Velhas / Divulgação

Rio das Velhas em estado de alerta coloca em risco o abastecimento na Grande BH

Vazão do rio em Nova Lima, na Grande BH, está baixa por causa da escassez de chuva

Por João Henrique do Vale

A falta de chuva vem trazendo riscos no abastecimento na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O Rio das Velhas entrou em estado de alerta na região de Honório Bicalho, distrito de Nova Lima. É lá que a Copasa faz a captação de água para o abastecimento de parte da Grande BH. 

Em comunicado, divulgado nessa terça-feira, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas), alertou que se a situação persistir teremos a necessidade obrigatório de restrição de uso de água

A vazão média do manancial nas últimas duas semanas tem sido abaixo de 10,4 m3/s (metros cúbicos por segundo), volume mínimo considerado seguro para o rio e após a captação da Copasa para abastecimento. A vazão residual ficou com média semanal de 3,61 m3/s. No dia 31 de julho, a vazão chegou a 9,5 m3/s.

Segundo a Deliberação Normativa 49 de março de 2015, do Conselho Estadual dos Recursos Hídricos (CERH), sempre que a vazão de um curso d’água monitorado no estado ficar abaixo do valor médio mínimo dos últimos 10 anos (índice chamado de Q7,10) durante um período de sete dias seguidos, o manancial entra em estado de alerta.

Se esses valores reduzirem ainda mais, passando de 70% da Q7,10 e se repetirem nesse patamar por mais sete dias consecutivos, o rio entra em estado de restrição de uso. Nesse caso, será necessário reduzir, de forma obrigatória, o uso da água, de acordo com os tipos de consumo.

Copasa reduz captação

A captação no Rio das Velhas pela Copasa foi reduzido para 500 litros por segundo, devido a situação crítica que o manancial se encontra. O Rio das Velhas entrou em estado de alerta na região de Honório Bicalho, distrito de Nova Lima, por causa da estiagem. 

A Copasa afirmou, que, para garantir o abastecimento em parte da Grande BH, o volume que deixa de ser captado no rio é compensado por outras fontes de produção como a do Sistema Paraopeba, que reúne os reservatórios do Rio Manso, Serra Azul e Várzea das Flores. 

A Companhia reforça a importância da atitude da população mineira em utilizar a água de forma consciente evitando o desperdício. Entre as dicas, está manter a torneira fechada ao lavar as mãos, escovar os dentes e abra somente na hora de enxaguar;   

Use o balde no lugar da mangueira para lavar o carro e vassoura para limpar a calçada;  Junte a roupa suja e lave somente duas vezes por semana;  E preste atenção na tubulação do seu imóvel para evitar vazamentos.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais