Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Rumores de fechamento de escola em Betim preocupam pais, alunos e funcionários
Imagem: Reprodução / Google Street View

Rumores de fechamento de escola em Betim preocupam pais, alunos e funcionários

A Escola Municipal Josefina Macedo Gontijo daria lugar a um Batalhão da Polícia Militar. Prefeitura fala em boatos e nega fechamento da instituição


Por João Henrique do Vale

Uma audiência pública vai acontecer, na tarde desta segunda-feira, na Escola Municipal Josefina Macedo Gontijo, no Bairro Ingá, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para discutir o possível fechamento da instituição de ensino. Informações recebidas pela comunidade escolar dão conta que a unidade daria lugar a um Batalhão da Polícia Militar (PMMG). A prefeitura fala em boatos e nega o fechamento do colégio. 

As informações sobre o fim da escola foram divulgadas na última semana por um vereador da cidade e pegou os moradores do bairro de surpresa. “Fizemos duas manifestações na quarta-feira e quinta-feira, pois um dos vereadores nos informou que a escola daria lugar ao 33º Batalhão da PMMG”, afirmou a funcionária pública Suzana Pires Aguiar, uma das responsáveis pelos atos. 

De acordo com Suzana, os alunos e funcionários não receberam nenhuma informação oficial por parte da administração municipal. “As rematriculas dos alunos ainda não foram feitas. Não é um simples boato. É um boato com fundo de verdade”, comentou. “Queremos uma posição oficial por parte da prefeitura”, cobrou. 

Na tarde desta segunda-feira, estudantes, funcionários, vereadores da cidade, e a pessoas da comunidade, irão se encontrar na instituição de ensino para discutir a situação. “Essa escola é tradicional e de referência no bairro. São trinta anos de história, com aulas do 1º ao 9º ano, inclusive, com vários prêmios. Estamos batalhando para deixa-la aberta”, finalizou. 

Posicionamento da prefeitura 

A prefeitura de Betim negou que a escola será fechada. “Diante dos boatos referentes à Escola Municipal Josefina Macedo Gontijo, informamos que não há, por parte da gestão municipal, a possibilidade e intenção de alocar o posto do Batalhão da Polícia Militar na referida escola”, afirmou, por meio de nota. 

A administração municipal informou que está em conversa com a PMMG para buscar uma solução definitiva para a implantação da sede do batalhão. ”A prefeitura tranquiliza a comunidade escolar, profissionais da educação, pais e alunos, e informa que seguiremos normalmente com o calendário escolar de 2022”, finalizou. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais