Carregando...

Cidades

Suspensão da vacina Astrazeneca não afeta imunização de gestantes em BH; entenda

Na capital mineira, moradoras deste público estão recebendo doses da Pfizer

Por João Henrique do Vale

A vacinação de gestantes com comorbidades segue normalmente em Belo Horizonte. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para mulheres gestantes devido a investigação de um suposto caso adverso. Na capital mineira, as moradoras deste público estão recebendo doses da Pfizer. 

Belo Horizonte recebeu a vacina da Pfizer por ter estrutura para armazenar o imunizante, que precisa ser deixado a uma temperatura de -70ºC. Segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI) passou a aplicar essa vacina nas grávidas. 

Em outros municípios mineiros, que estavam aplicando as doses da Astrazeneca nas gestantes, a imunização foi paralisada. Como em Betim, Divinópolis, Juiz de Fora, Uberlândia e Poços de Caldas. 

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde informou que ainda aguarda um posicionamento do Ministério da Saúde para orientar os municípios. “Sobre a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para suspender a Astrazeneca em grávidas e puérperas, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) aguarda posicionamento e orientações do Ministério da Saúde para definição sobre as medidas a serem tomadas”, afirmou. 

Recomendação 

A Anvisa emitiu uma nota técnica nesta terça-feira recomendando a suspensão da vacinação. A orientação da Agência é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A decisão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a covid-19 em uso no país.

“O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica”, ressaltou a Anvisa.

A vacina vinha sendo usada em gestantes com comorbidades. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais