Carregando...

Cidades

Imagem: Vander Bras / PBH

Tarifa de ônibus de Belo Horizonte será definida na Justiça

Reunião entre a prefeitura de Belo Horizonte e empresários do setor terminou sem acordo

Por João Henrique do Vale

O destino do transporte público de Belo Horizonte será decidido na Justiça. Terminou sem acordo as reuniões entre o prefeito Alexandre Kalil (PSD) e os empresários do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH). Eles discutiam uma forma da prefeitura ajudar as empresas de ônibus da capital, que alegam estar à beira de um colapso devido à crise econômica. 

O último de uma série de encontros aconteceu nessa quinta-feira na sede do executivo municipal. Após a reunião, o prefeito Alexandre Kalil afirmou que não houve acordo. 

"Infelizmente, não houve acordo, não tem acordo. Nós vamos para a Justiça, e o que a Justiça determinar, a prefeitura vai cumprir. Achamos que estávamos caminhando, mas realmente não encontramos caminho”, disse. 

O Setra já entrou com duas ações na Justiça cobrando o reajuste na tarifa dos coletivos, que não acontece desde 2018. Naquela época a passagem passou de R$ 4,05 para R$ 4,50. 

De acordo com Kalil, o assunto agora está nas mãos da Justiça. "Já foram negadas as duas liminares que os empresários pediram, tanto de revisão de contrato, quanto a da tarifa. Esperamos que a Justiça proteja a população, que faça o que tem que ser feito”, completou. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais