Carregando...

Cidades

Imagem: Eduardo Almeida / Rede 98

“Temos que mitigar os danos das chuvas que prometem para o final do ano”, diz Kalil

Áreas de riscos de deslizamentos serão mapeadas em BH para evitar tragédias na cidade

Por João Henrique do Vale

A previsão de tempo instável em Belo Horizonte após a sequência de dias chuvosos preocupa a prefeitura. Com o solo encharcado, aumenta o risco geológico. Para evitar tragédias, como a do último período chuvoso, quando 13 pessoas morreram após deslizamentos de terra, as áreas de risco serão mapeadas. A decisão foi tomada, nesta terça-feira, em reunião entre o prefeito Alexandre Kalil (PSD), secretários municipais e gerentes das nove regionais. 

“Temos que mitigar os danos das chuvas que prometem para o final do ano”, disse Kalil em entrevista coletiva após o encontro. O prefeito ressaltou que o comitê já se reúne durante todo ano para organizar as ações do período chuvoso. O encontro desta terça-feira acontece um dia depois que a capital foi atingida por um forte temporal. Ruas ficaram alagadas, carros foram arrastados e desabamentos foram registrados. 

Entre as ações que serão tomadas pela prefeitura, está o mapeamento das áreas de risco. A Defesa Civil emitiu um alerta para a possibilidade de deslizamentos em diversas regiões da cidade. “Propusemos aos coordenadores das Regionais toda a estrutura para que mapeiem, milimetricamente, se possível, todas as áreas de riscos geológicos. Ontem, imediatamente, após 40 minutos de chuva, todas as vias estavam interditadas e seis famílias foram removidas. Isso é mitigar a morte”, comentou o prefeito. “Nós temos uma robustez social grande na prefeitura para proteger esse pessoal, com ajuda no aluguel para colocar em outra casa”, completou

Outra ação colocada em vigor pela prefeitura é intensificar o trabalho de tapa-buraco nas vias da cidade. "Estamos colocando mais turma de tapa-buraco para dar mais conforto, que é o de menos", disse Kalil. 

As três áreas mais críticas na cidade estão na Rua Teodomiro Cruz, no Bairro Novo São Lucas, na Rua Sustenido, no Aglomerado da Serra, e a Vilas Chaves, no Conjunto Califórnia II. A Prefeitura afirma que pretende entrar na Justiça para retirar moradores de ocupação que estão em áreas particulares. “Temos ocupações em terrenos particulares, que temos dificuldade (de retirar), e vamos entrar na Justiça para isso”, comentou Kalil. 

Ocorrências em Belo Horizonte

O temporal que atingiu Belo Horizonte na noite dessa segunda-feira provocou diversas ocorrências. Carros ficaram ilhados em enxurradas e alguns chegaram a ser arrastados. A Defesa Civil fechou várias vias da cidade por causa do risco de inundação. Problemas estruturais foram identificados em dois hospitais.

O prefeito Alexandre Kalil ressaltou que as obras iniciadas pela prefeitura para amenizar os problemas durante a chuva vêm funcionando. Como na Região da Avenida Vilarinho. “Temos obras de saneamento importantes, como na Vilarinho, que já estão funcionando. A bacia estava lotada ontem. No Onça também funciona. Mas, como eu disse desde a primeira chuva. Se ninguém desse o primeiro passo para melhorar uma cidade que tem a topografia que BH tem, que complica ainda mais, nós temos que dar um passo, e demos um muito grande. O investimento que fizemos na contenção de chuva nos últimos  5 anos, nos últimos 40 anos não tem notícia disso”, disse. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais