Carregando...

Cidades

Terminou a greve de motoristas do transporte coletivo de BH.

A paralisação durou parte da manhã, e afetou mais de 25 linhas da região do Barreiro, em Belo Horizonte. O protesto foi organizado por funcionários da TransOeste.

O fim da greve foi comunicado, por meio de nota, pelo Sindicato das Empresas do Transporte Público (Setra-BH).

"O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) informa que a empresa operadora já normalizou o atendimento em toda a região do Barreiro e que, esclareceu junto aos seus profissionais, questões relacionadas a forma de pagamento e benefícios durante a pandemia.

A entidade destaca que mesmo diante da dificuldade financeira, sem precedentes que passam todas empresas do sistema, a oferta de viagens está sendo mantida acima da demanda de passageiros".

Pelo Twitter, a BHTrans comunicou a normalização dos serviços nas Estações Diamante e Barreiro.

BHTrans explica protesto

Segundo a BHTrans, o protesto teve início às 5 horas da manhã, e afetou 25 linhas do transporte coletivo de BH: 19 linhas alimentadoras e três troncais das Estações de integração Barreiro e Diamante não circularam e outras três linhas troncais circularam parcialmente.

As linhas afetadas (não operaram) são: 32, 35, 303, 304, 305, 309, 310, 311, 313, 314, 315, 318, 319, 325, 329, 330, 332, 335, 336, 337, 340 e 3350.

Linhas afetadas (operaram parcialmente): 3029, 3055, 3250.

Ainda conforme a autarquia, fora pandemia essas linhas transportam cerca de 24 mil passageiros e realizam 930 viagens ao longo de todo dia.

Após reunião realizada entre a empresa responsável pela operação das linhas e os trabalhadores, às 9h30 as linhas voltaram a operar nas estações Diamante e Barreiro.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais