Cidades

  1. Notícias
  2. Cidades
  3. Vacinação: Minas imuniza contra gripe, sarampo e aplica 4ª dose de proteção à Covid-19
Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil

Vacinação: Minas imuniza contra gripe, sarampo e aplica 4ª dose de proteção à Covid-19

Campanha Nacional contra a gripe tem início nesta segunda-feira


Por João Henrique do Vale

A semana começa com o foco na vacinação em Minas Gerais. A Campanha de imunização contra a gripe tem início nesta segunda-feira em todo Brasil. Também tem início a aplicação de doses contra o sarampo. A ação é voltada para o público infantil. Algumas cidades, como Belo Horizonte, também vão aproveitar para a aplicação da 4ª dose de proteção à Covid-19 para idosos acima de 80 anos. 

A 24ª Campanha de Vacinação contra a Influenza acontece até 3 de junho. A primeira fase vai até 30 de abril e será direcionada aos idosos com 60 anos ou mais de idade e trabalhadores da saúde. Não é exigido intervalo entre a vacina de covid-19 e da gripe.


Na segunda etapa, que vai de 2 de maio até 3 de junho, as doses serão direcionadas ao público infantil, gestantes e puérperas, indígenas, professores, pessoas com comorbidades e deficientes permanentes, além das Forças Armadas, de segurança e salvamento, entre outros.

A estimativa 8.299.488 pessoas estejam incluídas nos grupos prioritários. 

Sarampo 

Tem início nesta segunda-feira, a vacinação contra o sarampo. A campanha acontece até 3 de junho e será voltada para crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade, mesmo aquelas que já tenham sido imunizadas contra a doença. O dia D de mobilização será em 30 de abril. A vacina é gratuita e está disponível nas Unidades Básicas de Saúde em todo o estado.

O sarampo é uma doença infecciosa, aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças menores de um ano de idade. 

Quarta dose contra a Covid-19 

Belo Horizonte vai aplicar a quarta dose da vacina contra a Covid-19 em idosos de 80 anos e mais – que tenham um intervalo mínimo de quatro meses desde o reforço, junto com a imunização da gripe. 

De acordo com a PBH, são cerca de 72 mil pessoas nesta faixa etária. As convocações para receber as duas vacinas acontecem de forma simultânea, para este público, para evitar o deslocamento dos idosos a um ponto de imunização mais de uma vez.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais