Economia

  1. Notícias
  2. Economia
  3. Economia Comportamental: três livros para entender sobre o assunto!
Imagem: Reprodução

Economia Comportamental: três livros para entender sobre o assunto!

Três obras que não podem faltar na sua estante na hora de entender a cabeça dos seres humanos, quando o assunto são finanças


Notícias

Theo Lamounier

CEO da Byebnk e colunista do programa Central 98, às quintas-feiras


Vivemos num mundo onde todos os seres humanos comportam-se de maneira fria e racional. Embora os sentimentos façam parte da nossa vida, conseguimos domá-los com sucesso para sermos bem sucedidos nos nossos negócios, vida profissional e nos investimentos. Certo?

Não é bem assim. Veja nos investimentos, por exemplo. Se todos fossemos calculistas, nenhum agente racional compraria uma ação que outro agente racional esteja querendo vender. Imagine a seguinte história:

Dois amigos que operam no mercado de ações, Arthur e Rafael, estão tomando cerveja em um final de tarde qualquer. Rafael menciona que está pensando em comprar 100 ações da Apple. Arthur acha a informação extremamente interessante, pois está justamente querendo vender 100 das ditas ações. Dessa maneira, ambos podem evitar os custos da corretagem. Antes de concluírem o negócio, Rafael percebe que Arthur é um sujeito inteligente e pensa: por que será que ele está vendendo? E Arthur pensa a mesma coisa sobre Rafael. Assim, eles acabam por não fazer o negócio.

O teorema da "nenhuma troca" é um certo exageiro para justificar um ponto. Num mercado onde a maior parte dos agentes fossem racionais, certamente não teriamos o volume de negociações diarias que temos hoje. Em um modelo racional de precificação, há lugar para diferenças de opinião, mas é muito dificil explicar a velocidade com que as ações mudam de mão hoje em dia.

E é justamente nesse contraponto ao modelo economico racional, e a Teoria do Mercados Eficientes é que os ganhadores do Prêmio Nobel, Richard Thaler e Daniel Kahneman, com as colaborações de Amos Tversky, criaram a economia comportamental - campo que aborda os efeitos de fatores emocionais individuais e coletivos na tomada de decisões de indivíduos e instituições, bem como suas consequências na política e mercado financeiro.

Thaler e Kahneman também são autores dos livros que eu quero te recomendar para você conhecer mais sobre economia comportamental. E o primeiro livro é justamente o que conta a história do nascimento desse campo:

Misbehaving: A Construção da Economia Comportamental.

Escrito por Richard Thaler, o livro volta aos anos de 1970 até os dias atuais. Thaler, numa época em que falar das influências da psicologia na economia era visto como heresia, conta um pouco de sua história pessoal, da trajetória de sua carreira e de seus bem sucedidos encontros com os psicólogos Daniel Kahneman e Amos Tversky - fatos que culminaram em vários questionamentos sobre o comportamento dos agentes financeiros e políticos e como os modelos existentes eram insuficientes para explicar uma série de eventos.

Várias das descobertas narradas no livro estão repetidas no livro Nudge (que significa um empurrãozinho que você da para incentivar alguém), que também fica como dica extra de leitura.

Em Misbehaving, Thaler aprofunda-se nos caminhos que o levaram a formar o conhecimento base da economia comportamental, contando experiências que fez na Universidade de Chicago e durante a sua carreira como consultor.

Já em Nudge, Thaler e Cass Sustein, tem uma abordagem mais prática. Relatam o uso de artifícios que podem incentivar os indivíduos e as organizações a tomarem as melhores decisões possíves. Thaler e Sustein foram consultores de grandes empresas, governos e associações e todos os incentivos narrados em Nudge são embasados em casos reais.

Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar.

Quantos psicólogos já ganharam o Prêmio Nobel de Economia? Só um, Daniel Kahneman. De acordo com a Associação responsável pela premiação, Kahneman foi laureado “por ter integrado conhecimento da pesquisa em psicologia à ciência econômica, especialmente no que diz respeito ao juízo humano e à tomada de decisões sob incertezas”. E ainda, “ter integrado à análise econômica conhecimento fundamental da psicologia cognitiva, em particular sobre o comportamento sob incerteza, lançando assim as bases para um novo campo de pesquisa”.

Em 1979, Kahneman e Tversky publicaram na revista acadêmica Econometrica o artigo “Teoria da Perspectiva: Uma Análise de Decisões sob Risco”(em tradução livre), em que demonstram que as decisões humanas podem divergir sistematicamente das previsões da teoria econômica tradicional.

Embora o livro não seja especificamente sobre economia comportamental, Kahneman discorre sobre as fascinantes formas de funcionamento do cérebro humano e como os vieses cognitivos afetam nossa tomada de decisões.

De fato, o livro é tão importante para economia comportamental, que eu fiz uma série vídeos sobre o tema.

  



O Mais Importante para o Investidor: Lições de um Gênio do Mercado Financeiro

Howard Marks é um dos nomes mais respeitados do mercado financeiro norte americano. Com uma abordagem mais prática do que os livros anteriores, a obra de Marks foca no mercado financeiro e como os sentimentos dos investidores são os principais guias da direção do mercados. Entendido isso, Marks explica como o leitor poderá melhorar sua tomada de decisões e gerir melhor os riscos de um portfólio de investimentos.

Com essa trinca de livros, você dará grandes passos na direção de se tornar um investidor superior, domando a economia comportamental. É sempre importante lembrar que aquilo que todo mundo já sabe, já está incorporado no preço. Acessando informações não convencionais, como a economia comportamental, além de entender-se melhor como pessoa, você conseguirá ter uma aparato de entendimento e interpretação dos fatos, o que lhe permitirá resultados melhores nos seus investimentos.




* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais