Economia

  1. Notícias
  2. Economia
  3. Funcionários do comércio de BH não trabalham no Carnaval, mas lojas são autorizadas a abrir
Imagem: Divulgação / CDL / BH

Funcionários do comércio de BH não trabalham no Carnaval, mas lojas são autorizadas a abrir

Trabalhadores do varejo terão folga durante o recesso, conforme convenção coletiva de 2022


Por Lucas Rage

Funcionários do comércio de Belo Horizonte não vão trabalhar, no Carnaval de 2022. Medida foi comunicada nesta terça-feira (15) pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

“Durante o período do Carnaval, poderá ocorrer o funcionamento do comércio no município de Belo Horizonte, entretanto, a mão de obra dos empregados não poderá ser utilizada em 2022 conforme Convenção Coletiva de Trabalho da categoria”, afirmou a CDL/BH, em nota.

O funcionamento do comércio no Carnaval foi defendido pelo prefeito Alexandre Kalil, em coletiva de imprensa. Segundo o chefe do Executivo, “Belo Horizonte vai funcionar normalmente” durante o recesso — que será revogado para orgãos públicos municipais. O objetivo é evitar aglomerações.

 Veja o calendário do Carnaval, para trabalhadores do comércio

  •  26/02 – Sábado – Funcionamento normal
  • 27/02 – Domingo – Não haverá expediente (compensação antecipada do feriado de 21 de abril)
  • 28/02 – Segunda-feira – Não haverá expediente (Dia do Comerciário)
  • 01/03 – Terça-feira – Não haverá expediente
  • 02/03 – Quarta-feira – Não haverá expediente antes das 12h


Funcionamento dos Bancos

No caso dos bancos, a Resolução n°. 2.932 do Banco Central prevê que a segunda-feira e a terça-feira de Carnaval não são considerados dias úteis.

Assim, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), por comunicado, reforçou que nos dias 28/02 e 01/03 não haverá expediente ao público nas agências.

Já na Quarta-feira de Cinzas (02/03), o expediente será iniciado às 12h, como de costume nos outros anos.

Órgãos Públicos 

Em razão da pandemia causada pelo Covid-19, a Prefeitura de Belo Horizonte anunciou que não haverá a decretação de ponto facultativo na capital. O funcionamento será normal nos órgãos públicos.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais