Carregando...

Economia

Imagem: Rede 98 / Reprodução

Gás tem alta de 27% na Grande BH, desde janeiro; auxílio pode elevar preços

Feliciano Abreu, do site Mercado Mineiro, trouxe pesquisa completa do produto da Região Metropolitana

Por Lucas Rage

A alta do gás tem preocupado brasileiros que precisam do produto diariamente, seja em estabelecimentos comerciais ou residências. Pesquisa do site Mercado Mineiro e do aplicativo Com Oferta divulgada nesta segunda-feira (4) aponta alta de até 27% nos preços, na Região Metropolitana de BH.

A pesquisa foi realizada em 105 estabelecimentos entre os dias 29 a 30 de agosto de 2021. 

Para o economista Feliciano Abreu, o Vale Gás — benefício lançado recentemente pelo Governo Federal — pode impulsionar ainda mais o preço do gás. (veja a entrevista completa abaixo).

Segundo o levantamento, o preço médio do gás de cozinha aumentou muito de janeiro até setembro de 2021. O botijão de 13kg, que custava em média em janeiro o valor de R$ 84.81 passou para R$ 106.89, um aumento de 26% ou R$ 22,08, quando entregue na própria região. 

Já o botijão de 13 kg quando se busca, custava R$ 77.83 subiu para R$ 98,86, um aumento de 27% ou R$ 21,00

O Cilindro de 45 kg que custava pelo preço médio R$ 342.73, subiu para R$ 410,62, um aumento de 19,81% ou R$ 67,89, quando entregue na própria região.

Quando o Cilindro de 45kg é buscado na portaria, o valor que custava pelo preço médio R$ 328.87, passou para R$ 388,42, um aumento de 18% ou R$59,55.

Veja a análise completa:


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais