Carregando...

Economia

Ganhar dinheiro é difícil, perder nem tanto. A sabedoria bíblica diz: “Sejam simples como as pombas, mas prudentes como as serpentes”. Infelizmente, o mundo está cheio de perigos e necessitamos estar sempre atentos. Tenho acompanhado muitos casos de golpes financeiros recentemente, portanto, é importante conhecê-los e saber como evitar que ocorram com você, seus parentes e amigos:

PIX

A evolução tecnológica trazida pelo PIX, meio eletrônico e instantâneo de transferências bancárias criado pelo Banco Central do Brasil, é um grande avanço. Transações bancárias podem ser feitas diretamente pelo celular, a qualquer dia e hora, sem a necessidade de estar presencialmente em um caixa eletrônico ou banco.

No entanto, existe um grande risco humano nessas transações. Os golpistas buscam dados pessoais nas redes sociais e cadastros ilegais, criam um WhatsApp falso com seu nome e foto, por fim entram em contato com seus parentes e amigos:

-Oi mãe, estou precisando de você.

-Troquei de número e meu sinal está muito ruim. Apague meu número antigo.

- Pode fazer um favor pra mim?

- Preciso realizar uma transferência para pagar uma dívida e meu aplicativo bloqueou. Ultrapassou meu limite diário.

- Pode pagar pra mim? Amanhã mesmo eu te devolvo.

Essas trapaças estão cada vez mais frequentes e, como sabem, pai e mãe são capazes de fazer de tudo por seus filhos. Acabam realizando transferências para os bandidos. Infelizmente, é praticamente impossível reverter esse erro humano, após a confirmação do PIX, não é possível cancelar. Isso porque a operação acontece em tempo real e a pessoa recebe o dinheiro enviado em poucos segundos.

Sendo assim, desconfie de novos números de telefone, ligue para o número anteriormente salvo em seu celular. Faça chamadas de voz ou vídeo com a pessoa, certifique-se com ela antes de realizar qualquer transferência. O PIX é extremamente seguro, mas não tolera falhas humanas.

Pirâmides

As pessoas ficam encantadas com promessas de dinheiro fácil e rápido. Isso ilude uma boa parte daqueles que estão entrando no mundo dos investimentos por falta de conhecimento e, muitas vezes, aquela ganância que seduz. A vantagem é que as pirâmides são fáceis de identificar, basta verificar algumas de suas características para evitá-las:

1) Ganhos irrealistas

A Selic é a taxa básica de juros da economia, atualmente está em 4,25% ao ano, considerada uma remuneração de baixo risco. Rentabilidades muito superiores a ela estão associadas a maiores riscos, especialmente, se o retorno é informado como garantido. As pirâmides chegam a oferecer rentabilidades de mais de 100% ao ano, muito superiores a médias dos investidores mais experientes do mundo.

2) Clube privativo e hierarquia

As pirâmides têm esse nome por uma razão simples: hierarquia. Os membros precisam sempre convidar novos participantes e, em geral, cobrando um valor ou investimento inicial para poder estar neste “clube privilegiado”. Quanto mais gente você convencer, maior é seu status e mais próximo estará do ponto mais alto da pirâmide.

Os membros que entrarem tardiamente terão dificuldades de convencer novas pessoas a ingressar, demonstrando a carência de sustentabilidade do esquema. Assim, a pirâmide começa a ruir, pois seu negócio não é amparado pela produção ou comercialização de bens ou serviços, mas pela adesão de pessoas.

3) Ostentação

Para atrair membros os esquemas de pirâmide abusam da ostentação. Viagens sensacionais, carros de luxo, mansões, jantares e festas. Muitas pessoas se sentem verdadeiramente atraídas por esse estilo de vida e confiam que ao seguir as regras da pirâmide vão conseguir chegar neste desejado padrão. Em geral, quando entram, já é tarde demais e acabam amargando consideráveis perdas.

Esteja atento com as fraudes que podem atacar seu patrimônio, seja precavido como uma serpente pronta para dar o bote. Não acredite em altos lucros, sem riscos e obtidos na velocidade da luz: isso não existe.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais