Economia

  1. Notícias
  2. Economia
  3. Preços disparam nos sacolões da Grande BH após temporais em Minas Gerais
Imagem: Pedro Ribas/SMCS

Preços disparam nos sacolões da Grande BH após temporais em Minas Gerais

Pesquisa do MercadoMineiro mostra alta de até 993,% de alguns produtos


Por Da redação

Os efeitos das chuvas em Minas Gerais atingem os bolsos dos consumidores. Sacolões da Região Metropolitana de Belo Horizonte já apresentam alta em seus produtos. Alguns itens já estão 99,3% mais caros, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira pelo Mercado Mineiro

De acordo com o levantamento, o preço médio de alguns produtos dispararam. De setembro até janeiro o quilo de Beterraba subiu 25% pelo preço médio que era de R$3,65 para R$4,56. O quilo da cenoura vermelha subiu de R$3,24 para R$5,96, um aumento de 84%. O quilo de quiabo subiu 47%, subindo de R$8,24 para R$12,14. O quilo do jiló subiu de R$5,37 para R$10,71, um aumento de 99%. O quilo da mandioca subiu de R$3,93 para R$5,59, um aumento de 42%.  

Alta também em relação as frutas. O abacate subiu de R$6,28 para R$12,20, um aumento de 94%. O quilo da banana prata subiu de R$4,57 para R$6,84, um aumento de 49%. O quilo da melancia subiu 20% passando o preço médio de R$2,11 para R$2,54. O abacaxi ( unidade ) subiu de R$5,32 para R$6,29, um aumento de 18%.

O levantamento foi feito entre 12 e 14 de janeiro em 18 sacolões da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A pesquisa completa pode ser conferida no site do MercadoMineiro e as melhores ofertas no aplicativo comOferta.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais