Carregando...

Economia

Imagem: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Puxada pelo combustível, inflação atinge 10,67% em 12 meses

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou para 1,25% em outubro, o maior índice para o mês desde 2002

Por Agência Brasil

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou para 1,25% em outubro, o maior índice para o mês desde 2002, quando o IPCA foi de 1,31%. Com isso, o indicador acumula alta de 8,24% no ano e de 10,67% nos últimos 12 meses.

No período de 12 meses imediatamente anteriores, a alta havia sido de 10,25%. Em outubro de 2020, a variação mensal foi de 0,86%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a inflação para famílias com renda de 1 a 5 salários mínimos, teve alta de 1,16% em outubro, também o maior resultado para o mês desde 2002 (1,57%).

No ano, o INPC acumula alta de 8,45% e, em 12 meses está em 11,08%. Nos 12 meses imediatamente anteriores a alta havia sido 10,78% e em outubro de 2020, a taxa foi de 0,89%.

Segundo o IBGE, a alta da inflação foi puxada pelo preço dos transportes (2,62%), com destaque para os combustíveis (3,21%), e pelo grupo dos alimentos e bebidas (1,17%).

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais