Economia

  1. Notícias
  2. Economia
  3. Serviço de entrega Uber Eats será encerrado no Brasil em 7 de março
Imagem: Reprodução / Instagram

Serviço de entrega Uber Eats será encerrado no Brasil em 7 de março

Anuncio foi feita pela empresa nesta quinta-feira (6)


Por Estadão Conteúdo

A Uber informou por meio de nota que vai alterar sua estratégia de Delivery no Brasil, desativando o serviço de intermediação de entrega de comida de restaurantes, o Uber Eats. "A partir de agora, a empresa vai trabalhar em duas frentes: com a Cornershop by Uber, para serviços de intermediação de entrega de compras de supermercados, atacadistas e lojas especializadas; e de entrega de pacotes pelo Uber Flash", escreveu a empresa.

O Uber Eats continuará disponível até o dia 7 de março. Depois disso, a empresa afirma que o aplicativo poderá ser usado para compras em supermercados e atacadistas, assim como itens de decoração, papelaria, bebidas e produtos para pets.

"A Cornershop by Uber está disponível em mais de 100 cidades em todo o Brasil e, em 2021, quase triplicou o número de pedidos", diz a empresa.

A empresa diz ainda que vai expandir a "Uber Direct", produto corporativo que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes.

Segundo a companhia, esta modalidade "cresceu cerca de 15 vezes em número de viagens ao longo dos últimos 12 meses, impulsionada pela demanda de grandes marcas que aderiram ao serviço".

Para o motorista Flávio Paranhos, o serviço não era vantajoso para quem prestava serviço de entrega. 

"Pegou de surpresa mas nao supreendeu. Pois a uber já há algum tempo vem fazendo pesquisa com os entragadores sobre quais modalidades a gente mais gostava de fazer. Mas o Uber Eats paga mal o entregador porque não pagava o deslocamento do entregador até o restaurante, somente do restaurante até o cliente. Então as vezes uma corrida de 10km pagava-se 10 reais", disse. 

Com informações de Estadão Conteúdo

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais