Economia

  1. Notícias
  2. Economia
  3. Zema pede fim da bandeira “escassez hídrica” em Minas
Imagem: Pedro Gontijo / Imprensa MG

Zema pede fim da bandeira “escassez hídrica” em Minas

Pedido foi feito ao Ministro das Minas e Energias, e acontece em face às chuvas que atingem o estado


Por Lucas Rage

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), quer acabar com a bandeira “escassez hídrica” no estado. Medida foi divulgada nas redes sociais de Zema, e acontece em face a alta dos reservatórios durante o período chuvoso.

Pedido será feito ao Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. No comunicado, Zema classificou a situação vivida por Minas Gerais como “cenário de guerra”, e pediu “solidariedade com os mineiros”. “Não podemos ser penalizados com o custo determinado pela Câmara de Gestão Hidroenergética e aplicado pela Aneel” (veja a nota completa abaixo).

Entenda a bandeira escassez hídrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou, em novembro, a homologação da chamada Bandeira Vermelha Escassez Hídrica. A faixa tarifária foi estabelecida após a pior crise hídrica do país, nos últimos 91 anos,  e a consequente queda nos reservatórios do do Brasil. 

A bandeira tarifária acrescenta R$ 14,20 a cada 100 kilowatts/hora consumidos. A medida tem previsão de término para abril de 2022, e é aplicada para custear o funcionamento de usinas termelétricas no Brasil.

Cemig abre comportas

A Cemig marcou para sexta-feira (14) o início da operação de abertura das comportas da Usina de Três Marias

Por causa do grande volume de chuva, a hidrelétrica atingiu, nesta quarta-feira (13), a maior vazão afluente média diária de seu histórico de operação, estimada em 8.500 m³/s (metros cúbicos por segundo). “O maior evento até então tinha sido registrado em 12/02/1983, quando o reservatório recebeu uma vazão média diária de 7.245 m³/s”, explicou a Cemig. 

A Companhia prevê que o reservatório receba o maior volume já registrado no histórico para o mês de janeiro. “A liberação de água através da geração de energia permanece em 850 m³/s e o reservatório segue ganhando nível de forma rápida, sendo necessário que a abertura de comportas ocorra com a maior brevidade possível”, completou. 

Veja a nota completa do governador

“Enviei ao Ministro de Minas e Energia, pedido de suspensão da Bandeira Vermelha de Escassez Hídrica na conta de luz do nosso estado. Neste momento de recuperação econômica dos efeitos da pandemia, agravado pela crise das finanças estaduais, em que somos atingidos por chuvas que ocasionam verdadeiro cenário de guerra, a solidariedade com os mineiros é emergencial. Não podemos ser penalizados com o custo determinado pela Câmara de Gestão Hidroenergética e aplicado pela Aneel.”

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais