Carregando...

Internacional

Imagem: New Zealand Tourism / Divulgação

Após seis meses sem covid-19, Nova Zelândia confirma um caso e entra em lockdown

Caso foi registrado em Auckland, a maior cidade do país, em um homem de 58 anos que apresentou sintomas gripais

Por Marcello Oliveira

País referência no combate ao novo coronavírus desde o início da pandemia global, a Nova Zelândia vivia, até nesta terça-feira (17) uma rotina normal, sem restrições, como antes da pandemia de covid-19, mas um caso de transmissão comunitária confirmada na maior cidade do país, Auckland, fez o país inteiro entrar em lockdown de três dias. O homem infectado não tem histórico de viagens internacionais e nem esteve com ninguém que tenha chegado de fora nos últimos dias e por isso, toda a região metropolitana de Auckland e a península de Coromandel (uma região turística na ilha norte da Nova Zelândia), onde o homem esteve pouco antes de ser testado, terão um lockdown mais rigoroso: sete dias. No restante do país, os moradores ficarão em lockdown por três dias.

Desde o início da pandemia, 26 pessoas morreram na Nova Zelândia por covid-19 e 2.926 casos confirmados da doença no país de cinco milhões de habitantes. O país da Oceania chegou a experimentar uma bolha de viagens com a Austrália, mas essa ligação foi encerrada com a escalada de casos no país vizinho causada pela variante Delta do coronavírus.

A primeira ministra Jacinda Arden chegou a anunciar que, apesar da normalidade que o país vive, a reabertura do país depende do sucesso da vacinação, no entanto o país sofre com escassez de doses e também com a recusa de boa parte da população, que não aderem à campanha de vacinação contra a covid-19 por não ver necessidade num país que conseguiu barrar a entrada dó vírus. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais