Internacional

  1. Notícias
  2. Internacional
  3. Djokovic tem visto cancelado novamente e está fora do Aberto da Austrália
Imagem: Reprodução Instagram

Djokovic tem visto cancelado novamente e está fora do Aberto da Austrália

Tenista volta à detenção em Melbourne onde aguardará pela deportação, mas organização do Aberto da Austrália aguarda por uma contestação por parte dos advogados de Djoko


Por Marcello Oliveira

O ministro da imigração australiana, Alex Hawke, usou o poder de seu cargo para cancelar o visto do tenista Novak Djokovic, que havia ganhado na justiça o direito de entrar legalmente na Austrália mesmo não tendo recebido a vacina contra a covid-19, que é obrigatória para desembarcar na Austrália. A decisão ocorreu no início da tarde desta sexta-feira (14), na Austrália e foi transmitida aos meios de comunicação através de uma carta assinada pelo próprio ministro, que explicou sua decisão. 

“Hoje eu exerci meu poder... de cancelar o visto  de Novak Djokovic por motivos de saúde e ordem, com base no interesse público", disse Hawke no comunicado.

 “Ao tomar esta decisão, considerei cuidadosamente as informações fornecidas a mim pelo Departamento de Assuntos Internos, pela Força de Fronteira Australiana e pelo senhor Djokovic. O governo de Morrison (Primeiro Ministro da Austrália) está firmemente comprometido em proteger as fronteiras da Austrália, particularmente em relação à pandemia de covid-19. Agradeço aos oficiais do Departamento de Assuntos Internos e da Força de Fronteira Australiana que trabalham todos os dias para atender aos interesses da Austrália em ambientes operacionais cada vez mais desafiadores”, finalizou o comunicado. 

Djokovic já foi comunicado e deverá seguir nas próximas horas de volta para a detenção e então aguardar por um voo de deportação, mas o atleta ainda pode novamente buscar uma liminar urgente impedindo o governo de deportá-lo antes que tenha a chance de ser decidida pelo juiz - como aconteceu após a decisão original de cancelamento do visto.

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, apoiou a decisão de seu ministro em um comunicado que destacou a resposta da Austrália à pandemia de covid-19. “Juntos, alcançamos uma das taxas de mortalidade mais baixas, economias mais fortes e taxas de vacinação mais altas do mundo”, disse Morrison na início da noite desta sexta-feira (14). “Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante esta pandemia e, com razão, esperam que o resultado desses sacrifícios seja protegido. É isso que o ministro está fazendo ao tomar essa ação hoje. Devido aos procedimentos legais em andamento esperados, não farei mais comentários”, finalizou a autoridade máxima australiana. 

O aberto da Austrália vai ter início na próxima segunda-feira (17), em Melbourne . Apesar de o canal 7News, da Austrália, dar como certo que Djoko não participará, os organizadores do evento aguardam uma possível contestação legal do atual campeão contra a decisão de revogar seu visto pela segunda vez.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais