Carregando...

Internacional

Joe Biden faz mistério sobre para qual país vai doar doses de vacinas

Comentário de bastidores e da comunidade internacional é que as doses de vacinas contra Covid-19 que sobrarem, serão enviadas ao Brasil

Por Marcello Oliveira

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden ainda faz mistério sobre o país de destino de doses de vacinas que ele irá doar, afirmou o líder  nesta terça-feira (16), que tem conversado com vários países sobre a possibilidade de compartilhar o excedente de vacinas contra a covid-19 do país. "Vocês saberão mais em breve", afirmou o democrata a repórteres na Casa Branca.

Nesta segunda-feira (15), a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse que os EUA estão "engajados" com outros países, inclusive o Brasil, na discussão de uma possível doação de imunizantes. A assessora reforçou, contudo, que a prioridade do governo Biden é vacinar a população americana.

Na semana passada, Psaki havia afirmado que os EUA negaram todos os pedidos de doação de vacinas contra o coronavírus feitos por outros países até o momento. A porta-voz foi questionada, na sexta-feira (12), sobre o estoque de doses do imunizante da AstraZeneca que os EUA detêm, já que o produto ainda não recebeu autorização para uso emergencial no país. De acordo com a porta-voz, o objetivo é ter "flexibilidade" na vacinação.

 São mais de 30 milhões de doses da Astrazeneca aramazenadas em dois estados americanos aguardando a autorização da Food and Drug Administration (FDA) – órgão similar à nossa ANVISA – para deistribuição e uso das doses da vacina nos americanos ou então a doação do montante a outros países onde a vacinação ainda seja escassa.

 O Ministério da Saúde brasileiro informou em nota que já está analisando de perto a situação e em contato com as autoridades americanas, num conjunto esforço diplomátio, preservando a boa relação entre os dois países para que haja real possibilidade do Governo americano auxiliar o Brasil no combate à pandemia.

 Além das 30 milhões de doses da Astrazeneca, os Estados Unidos vai doar a sobra das vacinas em uso atualmente no país: Pfizer, Moderna e Jhonson & Jhonson.

Há grande expectativa da comunidade internacional que as vacinas que sobrarem sejam doadas ao Brasil, que atualmente protagoniza a pior situação da pandemia em todo o mundo.


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais