Carregando...

Meio ambiente

Imagem: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Mourão reafirma metas para redução de desmatamento na Amazônia

Segundo Mourão, a extensão do prazo para além do período de vigor da medida depende da disponibilidade de verbas para a manutenção das atividades

Por Estadão conteúdo

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quarta-feira (07) ter exposto metas para o combate ao desmatamento na Amazônia no mês de julho, ontem, em reunião ministerial da qual participou. "No máximo mil quilômetros de desmatamento em julho. Com isso, a gente chegaria a 10%, 12% de redução, detalhou, em conversa com jornalistas. Ele já havia falado sobre estas metas na terça-feira (06).

O presidente Jair Bolsonaro assinou, no último dia 28, decreto que autoriza a atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em terras indígenas e áreas federais de conservação ambiental até 31 de agosto. A medida também permite aos governadores requisitarem a presença do Exército em regiões sob controle de seus Estados.

Segundo Mourão, a extensão do prazo para além do período de vigor da medida depende da disponibilidade de verbas para a manutenção das atividades. "Custa 25 milhões por mês. A continuidade da GLO depende de o Tesouro nos apoiar", disse.

As operações devem ser coordenadas pelo Conselho da Amazônia em conjunto com órgãos de segurança pública e proteção ambiental. De acordo com o governo, os esforços serão concentrados em regiões estratégicas de 26 municípios dos estados do Amazonas, Rondônia, Pará e do Mato Grosso onde ocorrem 70% dos crimes ambientais.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais