Mercado Automotivo

  1. Notícias
  2. Mercado Automotivo
  3. Fiat aproveita BBB para relançar a marca Abarth no Brasil
Imagem: Fiat / Divulgação

Fiat aproveita BBB para relançar a marca Abarth no Brasil

Pulse Abarth será o primeiro modelo da marca esportiva nesta fase, que já teve dois modelos no passado no Brasil


Por Marcello Oliveira

Então enfim, ele deu as caras! A Fiat usou a edição deste domingo (13) do Big Brother Brasil para finalmente revelar um dos lançamentos mais aguardados do ano, o Pulse Abarth.

Não é apenas uma versão esportiva do crossover Pulse, mas a volta da marca Abarth ao mercado brasileiro, que já esteve por aqui em duas ocasiões, mas desta vez o ressurgimento da divisão esportiva da Fiat virá com mais exclusividade, tendo concessionárias próprias e equipes dedicadas à marca do escorpião.

O Pulse Abarth será um esportivo de verdade e não um modelo com roupagem esportivada apenas. O motor será o 1.3 Turbo, que já equipa a picape Fiat Toro e os Jeep Renegade, Compass e Comander, mas provavelmente ele será recalibrado para render mais do que os 185 cv (com etanol) que já rende nesses modelos. Há possibilidade da Fiat já estar trabalhando numa preparação para deixá-lo com aproximadamente 200 cv. Além disso, haverá mudanças na suspensão para torná-la mais rígida, como pedem os esportivos. O câmbio deverá permanecer o automático de seis velocidades.

Identidade bem definida

A estética será o chamariz do modelo. Rodas aro 18 polegadas com desenho inédito e pintadas em preto brilhante farão parte do modelo, assim como adesivos em vermelho na base das portas com o famoso logo do escorpião, que também substituirá a marca FIAT na grade dianteira. Na traseira, haverá a inscrição Abarth por extenso. O teto será pintado em preto e os retrovisores em vermelho. No interior, segue com a mesma tela 10 polegadas da multimídia já presente no Pulse, mas terá detalhes que deixarão o habitáculo esportivo, como linhas em vermelho no painel, grafismo mais esportivo no cluster e bancos com desenhos mais esportivos com costuras vermelhas.

Apesar da aparição no BBB, o modelo deverá ser lançado oficialmente somente no último trimestre do ano, com pré venda iniciada alguns meses antes, quando os preços serão revelados. O novo Pulse Abarth será o prêmio do vencedor do BBB 22, além do R$ 1,5 milhão. O modelo foi revelado na prova do Bate e volta, para salvar um dos indicados ao paredão da semana. O vencedor foi Douglas Silva, que ganhou um Pulse, mas não o Abarth, que no programa será exclusivo ao vencedor da edição 22.

Segundo o presidente da Fiat no Brasil, Herlander Zola, o grupo pretende inaugurar de 25 a 50 concessionárias Abarth no país, que venderão exclusivamente os modelos da marca esportiva. Além do Pulse, o grupo Stellantis prepara outros dois modelos Abarth. Um deles é um fastback ainda sem nome, que já é preparado em Betim. Já o terceiro modelo ainda é uma incógnita, talvez, quem sabe, um hatch, um Argo Abarth? Seria um presente aos fãs do extinto Punto Tjet.

De todo modo, o Pulse Abarth vai chegar para ocupar a fatia do mercado que a Volkswagen dispensou ao não lançar uma versão GTS do Nivus.

A estreia da Abarth no Brasil foi no final de 2002 quando a Fiat lançou o Stilo, já como modelo 2003 e o Stilo Abarth (foto abaixo) era o modelo top da linha, mas devido ao preço elevado, vendeu apenas 942 unidades até 2009. O motor era um potente fivetech (cinco cilindros) 2.4 20v que rendia 167 cv e pouco mais de 20 kgfm de torque. O motor era um 'canhão' para os padrões da época, mas tinha um custo altíssimo por ser importado da Itália. A estreia da marca teve uma roupagem discreta, pois apenas um símbolo na traseira identificava a versão e mais nada.

Em 2015 a Fiat fez nova tentativa, desta vez com mais ousadia. Foi a vez do 500 Abarth (foto abaixo), com motor 1.4 Turbo, que rendia os mesmos 167 cv, mas com muito mais eficiência por ser um bloco menor e turbinado. Ele vinha com elementos estéticos mais pronunciados, que facilmente identificava o DNA Abarth, como os bancos em concha, faixas laterais com a logo da marca, spoiler, saias e parachoques exclusivos. Era um foguetinho com um diferencial que não virá no novo Abarth: câmbio manual. 

 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais