Nacional

  1. Notícias
  2. Nacional
  3. Adriano Pires desiste de assumir presidência da Petrobras e Guedes diz que está "sem luz"
Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

Adriano Pires desiste de assumir presidência da Petrobras e Guedes diz que está "sem luz"

Ministro da Economia não sabe quem deve assumir o comando da petroleira após a saída do general Joaquim Silva e Luna


Por Agência Estado

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira, 4, que está "sem luz" sobre quem deve assumir o comando da Petrobras após a saída do general Joaquim Silva e Luna.

Ao ser questionado pela imprensa no Rio de Janeiro se já havia uma "luz" sobre o sucessor para o comando da petroleira, Guedes se esquivou e disse: "Eu estou sem luz".

Guedes já havia dito na semana passada que a troca no comando da estatal não era problema dele - Guedes minimizou o impacto da demissão, na véspera, do presidente da Petrobras.

"A Petrobras é do Ministério de Minas e Energia. Quem indica o presidente é o presidente da República junto com o ministro de Minas e Energia", afirmou o ministro então, durante um evento em Paris.

O sucessor indicado para a presidência da Petrobras, Adriano Pires, desistiu de assumir o comando da empresa depois de o governo Bolsonaro receber informações de que o nome dele não passaria no "teste" de governança da empresa, segundo apurou o jornal Broadcast/Estadão junto a fontes credenciadas.

A desistência vem depois de o Estadão revelar que o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) pediu que Pires fosse impedido de assumir o cargo enquanto não houvesse uma investigação do governo (Controladoria-Geral da União e Comissão de Ética) e da Petrobras sobre a atuação dele no setor privado.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais