Nacional

  1. Notícias
  2. Nacional
  3. Covid-19: Saúde reduz intervalo para reforço vacinal e 4ª dose para imunossuprimidos
Imagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Covid-19: Saúde reduz intervalo para reforço vacinal e 4ª dose para imunossuprimidos

Nota técnica com as novas estratégias foi publicada nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde


Por João Henrique do Vale

O reforço da vacinação contra a Covid-19 vai acontecer em um intervalo menor. O Ministério da Saúde reduziu de cinco para quatro meses a aplicação da terceira dose, após a segunda aplicação. Além disso, anunciou a quarta dose para os moradores imunossuprimidos. As novas estratégias estão incluídas em portaria publicada nesta segunda-feira. 

No documento, o Ministério da Saúde determina que o reforço para os imunossuprimidos deve ocorrer quatro meses após a terceira dose. “Uma dose de reforço da vacina COVID-19 para todos os indivíduos imunocomprometidos acima de 18 anos de idade que receberam três doses no esquema primário (duas doses e uma dose adicional), que deverá ser administrada a partir de 4 meses”, informou. 

Fazem parte do grupo que receberá a 4ª aplicação as pessoas com imunodeficiência primária grave, que fazem quimioterapia para câncer, transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) uso de drogas imunossupressoras, pessoas com HIV/AIDS, quem faz uso de corticóides em doses maior ou igual a 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por maior ou igual a 14 dias. 

Também estão na lista os m oradores que fazem uso de drogas modificadoras da resposta imune, com doenças auto inflamatórias, ou intestinais inflamatórias, pacientes em hemodiálise, e pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais