Carregando...

Nacional

Imagem: Bombeiros SP / Divulgação

Incêndio na na Cinemateca eleva alerta de segurança em patrimônios culturais

Risco de incêndio na instituição já teria sido alertado, em abril

Por Estadão Conteúdo

O incêndio que destruiu parte do acervo da Cinemateca Brasileira, em São Paulo, poderia ter sido evitado. A análise foi feita pelo diretor geral do Instituto Sprinkler Brasil, Marcelo Lima. Segundo ele, “faltam política e vontade no Brasil”, quando o assunto é o cuidado com patrimônios públicos culturais.

O incêndio que atingiu a Cinemateca na noite de ontem destruiu três salas do Instituto. Segundo os bombeiros, as chamas teriam iniciado durante a manutenção do ar-condicionado do local. 

Em abril, ex-funcionários da Cinemateca já haviam alertado para o risco de incêndio por causa da deterioração da estrutura do museu.

O fogo na Cinemateca não é um fato isolado. Outras instituições como o Museu da Língua Portuguesa, em 2015, e o Museu Nacional, no Rio, em 2018, também queimaram. No caso do Museu Nacional, houve perda de 80% do acervo.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais