Nacional

  1. Notícias
  2. Nacional
  3. Morre o motorista do carro que explodiu durante abastecimento no Rio
Imagem: Agência Brasil / Divulgação

Morre o motorista do carro que explodiu durante abastecimento no Rio

Mário Magalhães da Penha, de 67 anos, estava internado desde a manhã de terça no Hospital Municipal Salgado Filho


Por Estadão Conteúdo

O homem que ficou ferido após a explosão de um cilindro de gás enquanto abastecia em um posto de combustíveis morreu na madrugada desta quarta-feira, 27, no Rio. Mário Magalhães da Penha, de 67 anos, estava internado desde a manhã de terça no Hospital Municipal Salgado Filho e não resistiu aos ferimentos.

No momento em que o carro explodiu, na manhã de terça-feira (26), em um posto da movimentada Rua Vinte e Quatro de Maio, no bairro de São Francisco Xavier, Mário, e a mulher estavam fora do veículo. O acidente foi tão forte que reduziu o veículo a sucata e destruiu a cobertura do posto.

Em um vídeo das câmeras de segurança do local, é possível ver quando o motorista sai do automóvel e abre o porta-malas, que explode segundos depois. Seu corpo foi arremessado para longe e parte da cobertura do posto caiu.

Mário Magalhães ainda foi levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, bairro próximo ao local da explosão, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, para prevenir acidentes no momento do abastecimento de carros movidos a gás, abrir as portas e o porta-malas é uma das práticas recomendadas. A agência reguladora também determina desligar o motor, faróis e equipamentos eletrônicos, além da retirada de todos os ocupantes do veículo.

Sobre o estado do automóvel que explodiu, ainda não há informações se ele estava em dia com a vistoria anual junto ao Detran, que garante o Selo do Inmetro para a circulação legal com o sistema GNV.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais