Carregando...

Opinião

Imagem: Instituto Butantan / Divulgação

Aos sommeliers de vacina: informação checada desmascara a mentira

Alvo constante de boatos em grupos do WhatsApp, Coronavac tem surpreendido negacionistas e comprovado sua eficácia pelo mundo

Por Paulo Leite

Meu colega de colunas nesse site, Antonio Claret Junior, cunhou com muita felicidade o termo “SOMMELIER DE VACINA”. São pessoas que sem nenhum conhecimento científico e motivadas pelo ouvi dizer e pelo Whatsapp da “TIA VÉIA”, tornam-se conhecedores experientes de vacinas e ainda se dão ao direito de escolher para si a que julgam melhor alem de se aventurar na emissão dessas balelas dando pitaco sobre a vacina que o outro tomou.

A CORONAVAC, do laboratório chinês SINOVAC e produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, é alvo dessa prática cruel e desinformada. Não é raro ouvirmos a alcunha “CORONÁGUA” quando a ela se referem esses degustadores de imunizantes, Pois bem meus caros somemeliers, dados irrefutáveis jogam por terra a vossa mal informada teoria.

 Do Chile, país que tem mais de 50% de sua população vacinada em segunda dose pela Coronavac vem um estudo avassalador e revelador. Sentem-se em seus sofás, caros degustadores, para não se abalarem com a notícia. 

Publicado no último dia 7, em uma das mais respeitadas publicações de medicina do mundo, o New England Journal of Medicin, revela que a Coronavac teve 86% de eficácia na prevenção de mortes causadas pela covid-19 no país andino. Foram realizados, entre os dias 2 de fevereiro e 1º de maio, acompanhamentos de dez milhões e duzentas mil pessoas, já vacinadas com as duas doses da Coronavac, tornado-se o primeiro estudo de efetividade da vacina chinesa em uma publicação 

Mas não se levantem de seus sofás, pois os dados são ainda mais destruidores para as vossas teses infundadas. Nesse grupo a eficácia da vacina foi de 65,9% para a prevenção da Covid-19, apresentando significativos 87,5% para a prevenção de hospitalização e 90,3% para a prevenção de internações em Unidades de Terapia Intensiva. Na prevenção da morte por Covid a eficiência foi de 86,3%

Pois bem, como diz o "veio Manél”, personagem do talentosíssimo Eraldo Fontiny, tirem suas bundas gordas do sofá e saiam espalhando pelos grupos de Whatsapp essa informação que por ser científica põe fim à desinformação que gera a mentira. Vacinemo-nos, pois os abraços fazem falta e o tempo não para.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais