Carregando...

Opinião

Imagem: Reprodução / Acervo

BH 124 anos: tudo começou com um bandeirante — seria ele herói ou vilão nos dias de hoje?

Capital dos mineiros surgiu das expedições de João Leite Ortiz; teria ele o mesmo destino que Borba Gato teve, em São Paulo?

Notícias

Antônio Claret Jr.

Advogado e Vice-Presidente do Instituto Liberal


Nos 124 anos de BH, comemoramos o crescimento da cidade e a preservação do jeito mineiro dos seus cidadãos, sempre acolhedores e apaziguadores.

Neste ponto, vale lembrar quem  iniciou o povoamento da cidade há mais de 300 anos: um bandeirante.

A região de Belo Horizonte começou a ser povoada em 1701, pelo bandeirante João Leite Ortiz.

Recentemente, em São Paulo, um monumento a um famoso bandeirante, Borba Gato, foi incendiado por um grupo de delinquentes que levavam em conta o posicionamento contrário de exaltar bandeirantes. Isso porque segundo eles, os bandeirantes eram responsáveis por capturar e escravizar indígenas e negros encontrados pelo caminho em suas missões de colonização.

Ora, não se pode descontextualizar os atos dos bandeirantes. Sem eles, dificilmente teríamos colonização e as atuais cidades. Eles não eram recebidos com festas e amistosidade por onde andavam. Mesmo assim, diante da missão de abertura e interiorização nacional, encaravam a dura vida bandeirante.

Nossa linda Beagá também começou com um bandeirante. Possivelmente, também desenvolveu atividades como Borba Gato, mas diferente dos paulistanos, temos aqui um povo ordeiro e que compreende o contexto histórico de certos atos. O mineiro valoriza sua história e jamais buscaria apagar a verdade.

Viva BH! Que venham mais muitos e muitos anos de história com a certeza de que nada será apagado!

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais