Carregando...

Opinião

Imagem: Reprodução Instagram / Marília Mendonça

Empoderamento e talento; o legado de Marília Mendonça

Mãe, mulher e fora do padrão proposta a figuras sertanejas, cantora foi exemplo de empoderamento

Notícias

Nely Aquino

Vereadora pelo Podemos, presidente da Câmara Municipal de BH em seu 2º mandato. Fundadora do Projeto Rumo Certo.


“Você não manda em mim, eu sei aonde eu devo ir, eu sei o que posso vestir, se tudo o que eu faço te incomoda, você sabe o caminho da porta. É que pra você é só ciúme, mas isso é doença e você não assume. Seu amor é mal acostumado a gritar e proibir”. Marília Mendonça, 2020.

Marília Mendonça foi a voz que representou muitas mulheres que encontraram em suas canções a coragem para romper com a cultura machista que tolera e normaliza a violência contra as mulheres em nossa sociedade. A precoce e trágica morte da cantora sertaneja, de apenas 26 anos, não representa apenas uma perda inestimável para a música popular brasileira, mas também para o movimento de empoderamento e representatividade das mulheres.

Cantora solo, mãe, mulher e fora do padrão estético proposto às figuras sertanejas, Marília entoou versos sobre a amizade e a valorização entre as mulheres. Era a mulher forte que colocava fim num relacionamento abusivo, o incentivo ao amor próprio, a superação, a liberdade de ir e vir e de expressão, a realização de sonhos, a traída e abandonada que dava a volta por cima, a confiança. Letras que são baseadas em histórias de vida e que, por isso, geravam tanta identificação do público feminino. Marília não apenas cantava, mas defendia em campanhas publicitárias e redes sociais a autoestima e o empoderamento feminino, onde a mulher passa a ser protagonista de sua própria história.

Segundo um estudo sobre tendências visuais, divulgado pelo site Shutterstock em julho de 2021, há cinco anos o termo “empoderamento feminino” está no ranking dos mais pesquisados no Brasil. Empoderar-se é o ato de tomar poder sobre si, não é uma ideologia a ser pregada e sim uma forma de criar consciência.

Quando falamos de empoderamento feminino, não estamos falando somente de dar espaço para as mulheres na sociedade, mas também de como é importante encorajá-las desde meninas a serem o que quiserem, a ter autoestima em diversos aspectos de suas vidas e a repassar esse suporte a outras mulheres que possam precisar. As mulheres precisam reconhecer que elas são capazes, para então poder começar a fazer mudanças. A partir disso, cada um pode mudar sua forma de agir diante de diversas situações sociais, apoiando causas e ações criadas por mulheres, possibilitando que conquistem igualdade entre gêneros, social e política.

Representatividade, igualdade, sororidade e liberdade definem o que é o empoderamento feminino e o que desejamos alcançar em nossa sociedade através dele. Marília Mendonça deixa um legado importante. O talento musical não será esquecido, nem o seu exemplo de empoderamento

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais