Carregando...

Política

Imagem: João Henrique do Vale / Rádio 98

7 de Setembro: 98 acompanha protestos em BH e pelo Brasil; veja!

Atos pró governo estão previstos para acontecer nas principais capitais. Belo Horizonte recebe manifestações favoráveis e contrárias a Bolsonaro

Por João Henrique do Vale, Lucas Rage e Victor Duarte

O feriado de 7 de Setembro será marcado por manifestações a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro, previstas para acontecer em todo o Brasil.

Os atos foram convocados por grupos de direita, e contam com o apoio de Bolsonaro. Na pauta estão críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal, que têm entrado em rota de colisão com Bolsonaro nos últimos meses.

A Rede 98 acompanha as manifestações pelo Brasil, e traz as atualizações em tempo real: veja!

Carreata pró-Governo chega à Praça da Liberdade

(João Henrique do Vale / Rede 98)

Manifestantes pró-Governo Federal deixaram a Esplanada do Estádio Mineirão, na manhã desta terça-feira. Com camisas da seleção brasileira, e com bandeiras do Brasil, centenas de pessoas seguiram em carreata em direção à Praça da Liberdade

Os manifestantes estão em motos, carros e pequenos caminhões. Cartazes com palavras de ordem também podem ser vistos. Entre as reivindicações está o voto impresso, e juiz de carreira para o STF. 

A carreata deixou a Pampulha por volta de 10h da manhã. Os veículos seguiram pelas avenidas Carlos Luz e Pedro II, além do Elevado Dona Helena Greco e a Avenida Bias Fortes. E, em seguida, chegarão à Praça da Liberdade.

Entre os manifestantes pró-Governo está o vigilante aposentado Márcio Rocha, de 53 anos. Segundo ele, o ato previsto para hoje é suprapartidário. "Nosso objetivo é um só: lutar pelo Brasil", afirmou.


"Queremos a destituição de todos os ministros do STF"; reivindicação partiu de Cristiano Reis, de 39 anos, líder do grupo Direita BH, um dos organizadores do ato pró-Governo.



"Grito dos Excluídos" se concentra na Praça Afonso Arinos

(Karic Jhony / Rede 98)

Manifestantes contrários ao governo de Jair Bolsonaro se reuniram na praça Afonso Arinos, no Centro de Belo Horizonte. 

O Grito dos Excluídos é uma manifestação popular que acontece no dia 7 de setembro desde 1995. Este ano, o tema é “Vida em primeiro lugar” e os participantes se uniram ao grupo de pessoas que pedem “Fora Bolsonaro”.

Entre as pautas defendidas pelos manifestantes estão mais participação popular, moradia, educação, comida renda e trabalho. Os grupos se mostraram insatisfeitos com a gestão do governo federal na pandemia.

(Victor Duarte / Rede 98)

"Queremos mais respeito à população em situação de rua. Mais educação, mais moradia. O grito reúne toda a população às margens do esquecimento, para que sejam lembrados em todo o país neste 7 de Setembro" afirmou Reginaldo Silva, coordenador do movimento.


Os manifestantes estão a pé e a maioria deles faz uso de máscara de proteção. Da praça Afonso Arinos, o grupo segue em passeata pela rua dos Timbiras, avenida Afonso Pena, Praça Sete, Avenida Amazonas até a Praça da Estação.

"Com luta, com garra, a casa sai na marra"; Grupo Pastoral Metropolitana dos Sem Casa chegou para a manifestação. Vestidos de branco e com balões, eles gritaram palavras de ordem contra o governo e por moradia para todos.


(Victor Duarte / Rede 98)

Rio de Janeiro tem atos contra e a favor ao Governo Bolsonaro

A capital fluminense registra manifestações contra e a favor de Bolosonaro. Em Copacabana, na Zona Sul, os apoiadores do presidente tomaram conta da avenida Atlântica com faixas pedindo, entre outras coisas, o fim do IPVA para motociletas.

No Centro da cidade, manifestantes contra o Governo pedem respeito à democracia, vacinação e educação. Ambulantes aproveitaram o momento e abusaram da criatividade para lucrar e vendem camisas, bonés e até pano de chão temáticos. 

Os participantes do ato contra o presidente Bolsonaro se revezavam para tirar uma foto ao lado de um boneco que representa o presidente e que usava uma faixa escrito "genocida".

Em Brasília, manifestantes contra o Governo se concentram na Torre de TV

Na capital do Brasil, os manifestantes contra o presidente Jair Bolsonaro estão concentrados na Torre de TV, na área central da cidade. Os grupos estendem faixas pedindo o impeachment de Bolsonaro, a favor do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e contra o Marco Temporal de terras indígenas. Já a Esplanada dos Ministérios foi reservada para a manifestação dos grupos de apoio ao presidente Bolsonaro. Os apoiadores do presidente ostentam faixas e cartazes que pedem tribunal Militar aos membros do STF. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro foi levado para a cerimônia de hasteamento da bandeira no Rolls Royce presidencial, que faz parte da frota da presidência da República, mas usado apenas em ocasiões especiais e nesta manhã, o tri-campeão de Fórmula 1, Nelson Piquet era quem dirigia o Rolls Royce.

(Reprodução / Redes Sociais)

Bolsonaro discursa em Brasília

Ao discursar para apoiadores na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que um chefe de Poder deve "enquadrar o seu" ou vai "sofrer aquilo que não queremos". Ele não citou nominalmente a quem se referia, mas criticou quem estaria, de acordo com ele, "barbarizando a população".

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais