Carregando...

Política

Imagem: Reprodução/Instagram

Ativista de direita, coordenador do Iphan em Minas fala em tiro, diz ser reservista do Exército e que "está pronto"

"Totalitário socialista só tem uma solução: tiro na cabeça, caixão e vela preta", escreveu Victor Lucchesi

Notícias

Lucas Ragazzi

Jornalista dos programas Central 98 e 98 Talks, especialista em política


O coordenador administrativo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Minas, Victor Lucchesi, publicou, pelas redes sociais, que é "reservista do Exército Brasileiro" e "está pronto". Momentos depois, também na internet, Lucchesi publicou outra mensagem polêmica. 

"Totalitário socialista só tem uma solução: tiro na cabeça, caixão e vela preta", escreveu o coordenador do Iphan-MG. 

Lucchesi assumiu o posto na instituição em janeiro de 2020. Nos últimos meses, intensificou sua agenda no ativismo de direita. No último sábado, participou do ato a favor do voto impresso, em Belo Horizonte, ao lado do vereador Nikolas Ferreira (PRTB) e da ativista Amanda Teixeira Dias, filha do ex-ministro Marcelo Álvaro Antônio.

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais