Carregando...

Política

Imagem: Divulgação/PMMG

Dominghetti ajudou campanha a deputado de ex-comandante da PM de Minas, em 2018

À coluna, o Coronel Bianchini, hoje na reserva da PM, confirmou que o cabo o ajudou na campanha, mas diz ter perdido o contato desde o ano passado

Notícias

Lucas Ragazzi

Jornalista dos programas Central 98 e 98 Talks, especialista em política


Apesar de ter negado qualquer envolvimento com a política durante seu depoimento à CPI do Senado, nesta quinta-feira (1º), o cabo Luiz Paulo Dominghetti fez campanha e assessorou, durante a eleição de 2018, o ex-comandante da PM Coronel Bianchini (Avante).

Bianchini foi candidato a deputado federal. Nas redes sociais, o cabo Luiz Paulo Dominghetti publicou uma série de imagens e textos do ex-comandante da PM de Minas.

À coluna, o Coronel Marco Antônio Badaró Bianchini confirmou que Dominghetti o ajudou na campanha de 2018, mas diz ter perdido o contato com o cabo desde o ano passado.

"Realmente o Dominghetti me ajudou na campanha de 2018, me apresentando a várias pessoas no sul de Minas. Tenho uma boa relação com ele, mas desde que foi transferido para o Sul de Minas, no ano passado, nós perdemos contato", afirmou Bianchini.

Dominghetti diz ter recebido um pedido de propina feito por um diretor do Ministério da Saúde para acertar um contrato de compra de vacinas. O cabo, ainda na ativa na PM mineira, atuou como representante comercial da empresa americana Davati.

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais