Carregando...

Política

Imagem: Divulgação/ALMG

Felipe Attiê sobre ex-auxiliar preso em operação: "Não o conhecia e durou pouco no gabinete"

Ex-deputado, em seus primeiros meses de mandato, em 2015, nomeou Caio Márcio Ferreira de Couto como auxiliar de serviços do gabinete

Notícias

Lucas Ragazzi

Jornalista dos programas Central 98 e 98 Talks, especialista em política


O subsecretário de Inovação Tecnológica e de Pesquisa de Minas, Felipe Attiê, afirmou que não conhecia o ex-auxiliar Caio Márcio Ferreira de Couto quando ele foi nomeado como funcionário de gabinete na ALMG. Caio foi preso nesta quinta-feira (5) durante deflagração de operação em conjunto da Polícia Federal e Polícia Civil. Ele é suspeito, segundo as corporações, de envolvimento em um esquema de práticas criminosas que envolvem o recebimento de vantagem indevida em troca de transferências prisionais

Attiê, em seus primeiros meses de mandato como deputado estadual na ALMG, em 2015, nomeou Caio Márcio Ferreira de Couto como auxiliar de serviços do gabinete. O servidor durou pouco e atuou na Casa entre 10 de fevereiro e 22 de março daquele ano.

"Ele foi nomeado no começo do meu mandato, contratei como motorista, aliás, quem contratou foi o meu chefe de gabinete. Eu não sou de BH, então não conhecia ninguém pra indicar. Esse rapaz era ruim de serviço, e nem lembro como ele é, se eu ver na rua não reconheço. Durou poucos dias, foi alguma indicação de terceiros pra esse cargo baixo, era motorista. Ele até arranhou o carro e mandamos embora. Nunca mais vi esse cidadão na vida, tem uns sete anos isso", disse, à coluna, o ex-deputado.

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais