Política

  1. Notícias
  2. Política
  3. Kalil deixa oficialmente a prefeitura; saiba o que muda
Imagem: Rodrigo Clemente/PBH

Kalil deixa oficialmente a prefeitura; saiba o que muda

Prefeito fez um pronunciamento nesta sexta-feira onde oficializou sua candidatura ao Governo de Minas


Por João Henrique do Vale

Alexandre Kalil (PSD) é oficialmente candidato ao Governo de Minas nas eleições de 2022. O anúncio foi feito pelo próprio prefeito em pronunciamento na sede do executivo municipal nesta sexta-feira. Quem assume o posto na prefeitura é o, até então, vice-prefeito Fuad Noman. Também haverá mudanças no alto escalão do secretariado.

Kalil ficou à frente da prefeitura de Belo Horizonte durante cinco anos e 84 dias. Em seu discurso de despedida, o prefeito destacou as obras e investimentos feitos na capital mineira. E, finalmente, anunciou a candidatura ao governo de Minas.

 “Se digo até breve a Belo Horizonte, digo ao Estado me aguardem. Sem mentiras e promessas, vamos levar essa forma humana de cuidar de gente pra todo esse povo, abandonado, entorpecidos por promessas e mentiras, sem pressa, sem promessa, sem mentiras, vamos mostrar o que é a verdadeira diferença e eficiência. É gente cuidando de gente, acho que isso já foi jargão de alguém, mas aqui realmente foi executado”, afirmou. 

Alexandre Kalil também criticou o governo do estado, alegando que capital foi abandonada.“Depois de quatro anos de abandono, pertencemos a MG, somos a capital, a nave mãe, não podemos ser abandonados. Isso vai acabar. O governo de MG vai voltar a saber que é importante demais para ser ignorada como fomos nos últimos anos”, completou. 

Crédito: Amira Hissa / PBH

Quem é Fuad Noman? 

Com a saída de Kalil, quem assume o cargo de prefeito de Belo Horizonte é Fuad Noman, que ocupava o cargo de vice. Ele economista e tem uma longa carreira no serviço público. O início foi no Banco Central do Brasil. Trabalhou no Tesouro Nacional, foi secretário-executivo da Casa Civil da Presidência da República, diretor do Banco do Brasil e presidente da BrasilPrev. Foi consultor do Fundo Monetário Internacional para o governo de Cabo Verde.

No Governo de Minas Gerais, foi Secretário de Estado de Fazenda, Secretário de Estado de Transporte e Obras Públicas, Secretário Extraordinário da Copa do Mundo, Presidente da Gasmig e Secretário de Estado Extraordinário para a Coordenação de Investimentos.

Na Prefeitura de Belo Horizonte, foi nomeado pelo prefeito Alexandre Kalil Secretário Municipal de Fazenda, cargo que exerceu de 2017 até 2020, ano em que foi eleito vice-prefeito de Belo Horizonte. É natural de Belo Horizonte e casado com Mônica Drummond. Pai de dois filhos e avô de quatro netos, é autor dos romances “Cobiça” e “O Amargo e o Doce”.

Mudanças no alto escalão da prefeitura 

Com a saída de Kalil, mudanças significativas vão acontecer no secretariado e no alto escalão da prefeitura. Algumas delas já adiantadas pelo próprio prefeito em seu pronunciamento. Entre os secretários que deixam o executivo municipal está Jackson Machado, da Saúde, e Maria Caldas, de Políticas Urbanas. O procurador-geral do Município, Castellar Modesto Guimarães Filho é outro que deixa o cargo. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais