Carregando...

Política

Imagem: Divulgação/PBH

Kalil faz reunião com Galoucura, pede desculpas por declaração e sinaliza presença de organizadas em comitê

Aos representantes da torcida, prefeito disse que, se a partida entre Atlético e Palmeiras fosse realizada hoje, autorizaria a entrada de torcedores no Mineirão

Notícias

Lucas Ragazzi

Jornalista dos programas Central 98 e 98 Talks, especialista em política


Em reunião com membros da Galoucura, principal Torcida Organizada do Atlético, o prefeito Alexandre Kalil pediu desculpas por ter dito que, pelo preço do ingresso, estranhava a presença dos torcedores no Mineirão, na partida da última quarta-feira (18) entre Atlético e River Plate. O encontro foi solicitado pelo ex-vereador de BH César Gordin, ex-presidente da torcida, e foi realizado na manhã desta quarta (25).

Aos representantes da Galoucura, Kalil disse que, se a partida entre Atlético e Palmeiras fosse realizada hoje, autorizaria a entrada de torcedores no Mineirão, mas deu a entender que precisa aguardar os números informativos da pandemia até a data do jogo, marcado para o final de setembro.

A coluna apurou, junto a interlocutores que participaram do encontro, que o prefeito disse, ainda, ter a intenção de convidar representantes das Torcidas Organizadas para participarem da reunião técnica que deve decidir sobre o protocolo de jogos.

A reunião foi solicitada após a Prefeitura de Belo Horizonte voltar atrás e impedir que novas partidas na capital tenham a presença de torcida. Nesta quinta-feira (26), Kalil deve receber, ainda, representantes da Máfia Azul, principal organizada do Cruzeiro.

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais