Carregando...

Política

Imagem: Divulgação/CMBH

Kalil participou de articulação, mas Câmara aprova texto e agora pode derrubar decretos com maior facilidade

Prefeito chegou a ligar para vários vereadores pedindo o voto contrário ao texto, mas não conseguiu impedir a aprovação da proposta, que muda o regimento interno da Casa

Notícias

Lucas Ragazzi

Jornalista dos programas Central 98 e 98 Talks, especialista em política


O prefeito Alexandre Kalil (PSD) participou ativamente, nos últimos dias, da articulação para tentar derrubar o projeto de lei 89/2021, aprovado na tarde desta sexta-feira (13) pela Câmara de BH. Kalil chegou a ligar para vários vereadores pedindo o voto contrário ao texto, mas não conseguiu impedir a aprovação da proposta, que muda o regimento interno da Casa e, agora, permite que a Mesa Diretora instale comissão especial para analisar decretos do Executivo.

A partir de agora, por exemplo, a Câmara consegue derrubar um decreto publicado por Kalil de forma mais rápida e com mais facilidade. Antes, os vereadores precisariam analisar o decreto por várias comissões temáticas diferentes antes de levar o tema a plenário.

A derrota desta sexta-feira faz parte do "recado" que os vereadores enviaram ao prefeito nesta semana, após Kalil chamar os parlamentares que não apoiaram o empréstimo para as obras na Vilarinho de "boçais". Ontem, também em reação a essa fala, a CPI da Pandemia convocou, para oitiva, a secretária Adriana Branco, considerada como "braço direito" do prefeito.

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais