Carregando...

Política

Prefeito Alexandre Kalil pode ter parte do salário retido por dívida trabalhista

Decisão foi publicada no Diário Oficial da União, e é referente a pagamentos devidos a ex-funcionário de Kalil

Por Lucas Rage e João Henrique do Vale

O prefeito de BH, Alexandre Kalil, pode ficar sem parte do salário. A decisão foi publicada em edição de segunda-feira (14), no Diário Oficial da União, e é reflexo de um processo trabalhista que tem Kalil como réu. O caso tramita na Justiça desde 2016.

A decisão é assinada pela Juíza Laudenicy Moreira de Abreu, e define bloqueio mensal de 30% dos vencimentos do prefeito. A medida é válida até que sejam completados os R$ 213 mil devidos a um ex-funcionário da empresa Erkal Engenharia, pertencente à família de Kalil. 

A decisão consta que o município será notificado, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão. A sentença deve ser cumprida e o valor transferido em até 5 dias.

Procurado pela Rádio 98, o advogado de Alexandre Kalil, Matheus Menezes Rocha, informou que vai recorrer da decisão, já que há bens penhorados como garantia do pagamento da dívida. A defesa esclareceu também que, ao contrário do informado pela imprensa, compareceu à audiência de conciliação e que a Erkal Engenharia segue ativa.


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais