Carregando...

Política

Imagem: Reprodução

Preso em operação tinha, até ontem, cargo em gabinete de vereador de BH e já atuou com outros políticos

Antes de atuar com Bruno Miranda, Caio Marcio Couto também trabalhou nos gabinetes dos ex-vereadores Wellington Magalhães, Pablito e Pedro Bueno

Notícias

Lucas Ragazzi

Jornalista dos programas Central 98 e 98 Talks, especialista em política


Preso nesta quinta-feira (5) pela PF por, supostamente, estar envolvido em um esquema de venda de celas e alojamentos em presídios, o ex-policial penal Caio Marcio Ferreira do Couto trabalhou com uma série de políticos e, até o dia da operação, era nomeado no gabinete do vereador Bruno Miranda (PDT), na Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Antes de atuar com Bruno Miranda, Caio Marcio Couto também trabalhou nos gabinetes dos ex-vereadores Wellington Magalhães, Pablito e Pedro Bueno. Na Assembleia Legislativa, ele também chegou a atuar com o ex-deputado Felipe Attiê (PTB).

À coluna, o vereador Bruno Miranda afirmou que o ex-assessor o pediu uma oportunidade de trabalho. "Ele era servidor do ex-vereador Pedro Bueno, tinha uma atuação na área da saúde. Eu o conhecia da Câmara. Dei oportunidade pra ele, mas já foi exonerado. Ele me procurou porque ficaria desempregado e tinha filhas. Acabei dando oportunidade. Também fiquei surpreso e muito triste. Mas ele já não tem mais vínculo com nosso mandato. Vamos aguardar o desfecho das investigações agora", disse o pedetista.

Na época em que foi nomeado na ALMG, Caio Márcio Couto, segundo o ex-deputado Felipe Attiê, atuava como motorista do gabinete e durou menos de um mês no cargo. Procurado, o ex-vereador Pedro Bueno também se disse surpreso com a prisão do ex-assessor.


* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais