Carregando...

Política

Imagem: José Cruz/ Agência Brasil

Projeto que institui educação bilíngue nas escolas de BH é aprovado em 1º turno

O objetivo é assegurar a preservação do espaço identitário do aluno surdo,

Por Da redação

Os vereadores de Belo Horizonte aprovaram, em 1º turno, o projeto de lei que cria diretrizes para escolas bilíngues, em Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Língua Portuguesa, na rede municipal de ensino. A proposta é da vereadora Professora Marli (PP)

De acordo com o projeto, além de garantir que a criança tenha a oportunidade de ser educada em sua língua primária, garantindo a preservação da cultura surda, a proposta vai viabilizar a criação de espaços de convívio mais saudáveis para a interação entre surdos e não surdos. 

Entre as diretrizes a serem observadas na criação das escolas bilíngues constam: a promoção da identidade linguística e cultural da comunidade surda; a garantia do ensino de Libras como primeira língua e de Língua Portuguesa, na modalidade escrita, como segunda língua; o atendimento prioritário aos alunos surdocegos, surdos, filhos de pais surdos ou surdocegos e familiares de surdos e surdocegos; a garantia de adaptações, modificações e ajustes para o acesso dos alunos ao currículo em condições de igualdade. 

A proposta, agora, retorna para as comissões para análise de emenda e precisa ser apreciada novamente em 2º turno. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais