Política

  1. Notícias
  2. Política
  3. Reajuste dos servidores: projeto deve ser votado em 2º turno na ALMG
Imagem: Ricardo Barbosa / ALMG

Reajuste dos servidores: projeto deve ser votado em 2º turno na ALMG

Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária analisa mudanças propostas do texto original nesta manhã


Por João Henrique do Vale

O projeto de lei 3.568/22, do governador Romeu Zema (Novo), que reajusta o salário dos servidores estaduais deve ser votado em segundo turno nesta quarta-feira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária analisou emendas apresentadas a proposição original e deu parecer propondo mudanças para algumas categorias, como segurança, educação e saúde. A comissão está reunida desde 9h para analisar o relatório. Em seguida, ele será votado. Se aprovado, será levado para análise em plenário. 

O Governador Romeu Zema propôs o reajuste de 10,06% para todos os servidores. Em primeiro turno, os deputados estaduais aprovaram um substitutivo que aprova o aumento retroativo a janeiro para todas as categorias. O executivo estadual propôs apenas para segurança, educação e saúde. 

Foram apresentadas aproximadamente 50 emendas ao projeto. No relatório final da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária, algumas mudanças foram aprovadas. Entre elas, mais 14% para servidores da segurança pública retroativo a janeiro. Esse percentual se soma aos 10,06% já proposto. Também foi aprovado a extensão do auxílio-fardamento para os inativos de todas as carreiras da segurança pública. 

Em relação a educação, a Comissão aprovou o pagamento do Piso Nacional Salarial. Ou seja, um reajuste salarial de 33,24%. Além disso, deu anistia para todos os servidores grevistas. Já para a saúde, deu mais 14% de reajuste, que também se soma aos 10,06% já oferecido pelo Governo de Minas. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais