Carregando...

Política

Imagem: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Relatório final da CPI da Covid é aprovado e pede o indiciamento de 78 pessoas

Com isso, a Comissão Parlamentar de Inquérito encerra suas atividades. Documento segue para os órgãos competentes

Por Victor Duarte

Foi aprovado, por 7 votos a 4, o relatório final da CPI da Covid, feito pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL). A aprovação do documento encerra as atividades da comissão, que durou cerca de seis meses e pediu o indiciamento de 78 pessoas e duas empresas. 

O relatório apresentado por Calheiros tem mais de 1.200 páginas e responsabiliza, principalmente, o presidente Jair Bolsonaro. O texto pede o indiciamento do chefe do Executivo brasileiro por, pelo menos, nove crimes. 

Os filhos do presidente, Carlos, Eduardo e Flávio, também tiveram indiciamento pedido por incitação ao crime. Além deles, ministros, militares que integram o governo e as deputadas Bia Kicis e Carla Zambelli também foram citadas. 

Votos a favor do relatório:

Eduardo Braga (MDB-AM)

Humberto Costa (PT-PE)

Omar Aziz (PSD-AM)

Otto Alencar (PSD-BA)

Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Renan Calheiros (MDB-AL)

Tasso Jereissati (PSDB-CE)

Votos contra o relatório:

Eduardo Girão (Podemos-CE)

Jorginho Mello (PL-SC)

Luis Carlos Heinze (PP-RS)

Marcos Rogério (DEM-RO)

A parti da aprovação do relatório, o texto segue para os órgãos competentes. No caso de ilícitos criminais e civis, para quem não tem foro especial, o Ministério Público. Já para os que tem foro privilegiado, como é o caso de Jair Bolsonaro, o documento segue para a Procuradoria-geral da República (PGR). 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais